Concertos UFRJ

Concertos UFRJ

Toda segunda, às 22h, temos encontro marcado na FM 94,1

More...
Conjunto Sacra Vox

Conjunto Sacra Vox

Institucional >> Conjunto Estáveis

Desde 1998 divulgando o repertório sacro de todos os tempos...

O conjunto vocal de câmara Sacra Vox foi fundado…

More...
Orquestra de Sopros

Orquestra de Sopros

Institucional >> Conjunto Estáveis

Formada por alunos da disciplina Prática de Orquestra...

Class aptent taciti sociosqu ad litora torquent per conubia nostra, per inceptos himenaeos. Cras aliquam, ante quis convallis semper, nunc…

More...
Os Concertos Virtuais UFRJ estão no ar

Os Concertos Virtuais UFRJ estão no ar

Notícias >> Arquivo

Lançamento dia 13 de dezembro da experiência piloto...

Foto: Marco Fernandes/CoordCOM…

More...
Série Talentos UFRJ

Série Talentos UFRJ

Institucional >> Séries Temáticas

Divulgando a pluralidade da produção artística da Escola de Música

Foi criada em…

More...
Coro Sinfônico da UFRJ

Coro Sinfônico da UFRJ

Institucional >> Conjunto Estáveis

Repertório dedicado às grandes obras corais sinfônicas de todos os tempos...

Coro Sinfônico da UFRJ é…

More...
Frontpage Slideshow | Copyright © 2006-2010 JoomlaWorks, a business unit of Nuevvo Webware Ltd.
Início Outras notícias... Série Concertos PROMUS apresenta Duo Robatto
Série Concertos PROMUS apresenta Duo Robatto PDF Imprimir E-mail
Escrito por Francisco Conte   
Seg, 09 de Maio de 2016 08:50

O Programa de Pós-Graduação Profissional em Música da UFRJ (PROMUS) inaugura na próxima quarta-feira, 11 de maio, mais uma série de concertos da Escola de Música. O espetáculo acontece às 19h, no Salão Leopoldo Miguez. Em destaque o Duo Robatto (flauta e clarineta). Convidada especial, a pianista Beatriz Alessio.

 

Formado pelos irmãos Lucas e Pedro, o Duo Robatto é um conjunto de câmara que se dedica à pesquisa e divulgação do repertório para flauta e clarineta. Seu repertório inclui obras originais, concertos com orquestra, obras camerísticas, adaptações e arranjos da literatura de concerto e popular.

Docentes da Universidade Federal da Bahia (UFBA), Lucas Robatto é o primeiro flautista e Pedro Robatto o primeiro clarinetista da Orquestra Sinfônica da Bahia (Osba). Eles receberam, entre outros, o Prêmio Braskem Arte e Cultura Bahia.

 

  Fotos: Divulgação
  duorobattox600pxbeatrizalessiox600px
  ACIMA, Duo Robatto. Abaixo, Beatriz Alessio.

A série "Concertos PROMUS" faz parte das atividades acadêmicas do Programa, enfatiza o seu coordenador, professor Aloysio Fagerlande.

– Os concertos são fundamentais para o PROMUS e demonstram resultados parciais dos trabalhos em andamento. A ideia é que toda programação esteja centrada nos projetos de pesquisa dos alunos.

Estão previstos quatro concertos anuais no Salão Leopoldo Miguez e mais quatro no Centro Cultural do Poder Judiciário (CCPJ), informa Fagerlande. A perspectiva é aumentar este número e diversificar as atrações.


Concerto


O repertório do concerto mescla obras para flauta e clarineta com solos instrumentais, além de peças para outras formações camerísticas.

Recentemente o compositor baiano Wellington Gomes escreveu um trio para a formação do Duo mais piano. O desejo de executá-lo resultou no convite à Beatriz Alessio.

O recital mostra ainda a produção de outros compositores baianos – tanto do consagrado Paulo Costa Lima, como de jovens talentosos como Paulo Rios Filho e Paulo César Santana. No programa também duas composições de Liduíno Pitombeira: Desejo Mimético, dedicado ao Duo, e Trio Brasiliana.


O Duo


O Duo Robatto é um conjunto de câmara estável, que se dedica à pesquisa e divulgação do repertório para duo de flauta e clarineta, funcionando interruptamente desde a década de 1980.

O Duo vem se apresentado em importantes Festivais de Música no Brasil e na Argentina, bem como realizando recitais nos EUA e Canadá. Como solista o grupo esteve à frente de orquestras como a Orquestra Municipal de Campinas – São Paulo; a Camerata Maksoud Plaza – São Paulo; a Orquestra Sinfônica do Estado da Bahia; a Orquestra Sinfônica da Universidade Federal da Bahia, o Bahia Ensemble e a Orquestra Sinfônica da UFRJ.

O Duo Robatto foi vencedor do I Concurso Internacional de Buenos Aires para Instrumentos de Sopros – categoria Musica de Câmara (Teatro Colón); do Concurso Nacional de Música de Câmara da Faculdade Santa Marcelina – São Paulo; do Concurso Nacional de Jovens Cameristas de João Pessoa. O conjunto também foi finalista no VIII Prêmio Eldorado de Música de São Paulo.

Compositores renomados dedicaram peças para a formação, entre eles Salvador Ranieri, Welington Gomes, Paulo Costa Lima, Fernando Cerqueira e Liduíno Pitombeira.

Em 2002 o Duo foi vencedor do Prêmio Braskem Cultura e Arte, o que propiciou a gravação do CD "Duo Robatto", como obras de Villa-Lobos, Hermeto Pascoal e Beethoven, entre outros. Em 2003 realizou turnê pela Suíça e Alemanha e 2015 pela Argentina e Uruguai.


Beatriz Alessio


Doutora em Práticas Interpretativas pela UFRJ e Mestre em Artes pela USP, Beatriz Alessio atualmente é professora de Piano na UFBA. Natural de Santos, iniciou seus estudos de piano com Marilena Rossi.

É bacharel em Piano pelo Departamento de Música da Universidade de São Paulo (ECA-USP), onde concluiu em 2001 o curso com nota máxima, sob orientação de com José Eduardo Martins e Beatriz Balzi. Em seguida fez sua especialização em piano na Universidad Nacional de San Juan, Argentina, na classe do professor, pianista e compositor Miguel Angel Scebba. Durante seus estudos de pós-graduação, foi aluna de Eduardo Monteiro.

Venceu o Concurso Nacional de Jovens Solistas da Orquestra Sinfônica de Porto Alegre e foi a única pianista a vencer o III Concurso Nacional Jovens Solistas da Orquestra Sinfônica da Bahia. Foi laureada no XV Concurso Nacional Jovens Instrumentistas em Piracicaba-SP, recebendo também uma Menção Especial do Júri por sua interpretação de Stravisnky.

Como solista, atuou junto a importantes orquestras, como a Sinfônica de Porto Alegre, Sinfônica da Bahia, OCAM-USP, a Sinfônica de Santos,Orquestra Sinfônica da UFBA e Orquestra de La Universidad Nacional de San Juan, sob a batuta de maestros como George Olivier Toni, Gil Jardim, José Maurício Brandão, Luis Gustavo Petri, Boyko Stoianov, Alexey Izmirliev, Isaac Karabichevsky, dentre outros.

Atua principalmente como recitalista, camerista e professora, com ênfase na divulgação da música contemporânea brasileira. É pianista do Trio e Quarteto Metamorfosis, com os quais apresenta-se frequentemente na Bahia, em 2015 realizando turnês pelo Nordeste do Brasil, Argentina e Uruguai.

Trabalhou sob orientação direta de Gilberto Mendes em vários recitais de obras suas para piano e, a seu pedido, interpretou o seu Estudo Magno para o documentário "A Odisséia Musical de Gilberto Mendes". O compositor dedicou-lhe sua última obra, "Em Mares Bravios". A discografia de Beatriz Alessio inclui a primeira gravação mundial da integral dos Estudos para Piano de Gilberto Mendes para o selo italiano CUT Records (2014).

 

PROGRAMA

Liduino Pitombeira (1962 - )
Brasiliana (2011), para flauta, clarineta e piano, op. 173
1-Flor Anônima
2- Ao Acaso
3 - O Relógio de Ouro

Paulo Rios Filhos (1985 - )
Abesana (2012) para flauta, op. 35

Liduino Pitombeira (1962 - )
Desejo Mimético (2015), para flauta e clarineta, op. 199

Paulo Costa Lima (1954 - )
"Eis Aqui" (2003), para piano, op. 68

Paulo César Santana (1976 - )
Forte do Mar (2015), para flauta e clarineta

Paulo Costa Lima (1954 - )
Peripécias (2000/2016), para clarineta solo, op. 56: Look at the Sky

Wellington Gomes (1960 - )
O Olhar de Rembrandt (2016), para flauta, clarineta e piano
*estreia mundial

Compartilhe este artigo:

Última atualização em Seg, 09 de Maio de 2016 14:29
 
Banner
Produção artística Séries Temáticas Conjuntos estáveis Espaços culturais Biblioteca Museu Laboratórios Publicações e CDs EM na Imprensa Sites de Música Galeria de Imagens Registro Autoral

Powered by JoomlaGadgets

© 2010-2017 Escola de Música - UFRJ
Site desenvolvido pelo Setor de Comunicação da EM/UFRJ
TOPO