170 ANOS FORMANDO MÚSICOS DE EXCELÊNCIA

Séries Artísticas

0
0
0
s2sdefault

A Escola de Música desenvolve diversas séries artísticas. São recitais, concertos e espetáculos que se organizam ao redor de um tema ou promovem uma formação específica.

Estação Jazz UFRJ

Curadoria: Sheila Zagury
Coordenação: Setor Artístico da EM/UFRJ
Escola de Música da UFRJ
Esta série apresentou em 2016, quatro concertos com a UFRJazz Ensemble, formado por alunos e ex-alunos da Escola de Música marcando a entrada de cada estação do ano. Abordou repertório de jazz band e recebeu muitos renomados músicos convidados. Atualmente a Série recebe várias formações dedicadas ao repertório jazzístico, professores, alunos e músicos convidados.

Série Internacional de Órgão (Tamburini)

Curadoria: Alexandre Rachid
Coordenação: Setor Artístico da EM/UFRJ
Escola de Música da UFRJ
Iniciada em março de 2015, a Série Internacional de Órgão tem por objetivos divulgar a arte organística e estimular o interesse pelo órgão, além de difundir a rica literatura escrita por grandes mestres do instrumento. Com apoio dos Consulados, a Série vem recebendo grandes nomes internacionais como Shelly Moorman Stahlman (EUA) LeeWard/Inglaterra, Silvio Celeghin/Itália, assim como a participação de importantes organistas brasileiros, Benedito Rocha, Eduardo Biato, Alexandre Rachid, Gertrud Mersiovsky, entre outros.
O instrumento da Escola de Música (Órgão Tamburini) é o único órgão de tubos do Rio de Janeiro instalado em uma sala de concerto. Após a restauração (incluindo modernização, digitalização e informatização,) patrocinada pela Petrobras, tornou-se um dos melhores instrumentos em atividade no Brasil.

Música Sacra de Todos os Tempos

Curadoria: Valéria Matos
Coordenação: Setor Artístico da EM/UFRJ
Escola de Música da UFRJ
A série de concertos tem por propósito apresentar a música coral sacra em suas mais diferentes e diversificadas abordagens, além de estimular sua escuta dentro do processo de desenvolvimento cultural e educação musical. O tema sacro permeia todas as camadas sociais e se apresentado aqui como um elo de comunicação entre a universidade e a sociedade.

O Piano na Música da Câmara

O projeto O Piano na Música de Câmara, coordenado pela Professora Tamara Ujakova, tem como principal objetivo a divulgação da música de câmara com a inclusão do piano em sua formação. Uma de suas características mais importante é o estímulo à participação, tanto do corpo docente quanto do discente da Escola de Música, além da de instrumentistas e compositores que, em alguma época, tiveram vínculo acadêmico com a instituição.
Ao longo de mais de 14 anos de presença no cenário cultural carioca, a iniciativa produziu eventos já tradicionais, como a série “Compositores Brasileiros Contemporâneos”, voltado para a produção e a divulgação da música contemporânea brasileira, a série “Diversidades Sonoras”, especialmente dedicada ao corpo discente, e a série “Música em Projeção”, que oferece oportunidades de conjugar a música com diversas manifestações artísticas, bem como permite a utilização de uma variedade de recursos adicionais, entre eles, os multimídias, na busca de um ambiente favorável a uma maior aproximação com a obra proposta. Foi o caso, em especial, dos recitais “Quarteto para o Fim dos Tempos”, de Olivier Messian, e “Os Planetas”, de Gustav Holst.

Retreta Sinfônica

Curadoria: Marcelo Jardim
Coordenação: Setor Artístico da EM/UFRJ
Escola de Música da UFRJ
Retreta significa a exibição de uma banda de música em uma praça ou jardim. E por décadas, as praças e jardins da cidade do Rio de Janeiro recebiam inúmeras bandas para suas retretas semanais. Para festejar a banda em suas diferentes vertentes, suas atividades pedagógicas e artísticas, seu legado cultural e sua atuante presença em praticamente todas as cidades brasileiras, foi idealizada a série “Retreta Sinfônica”, uma homenagem sincera à nobre presença das bandas ainda hoje nos coretos das praças e jardins, mas também nas principais salas de concertos de todo o mundo. A Escola de Música da UFRJ sempre foi palco para concertos das principais bandas sinfônicas do Estado do Rio de Janeiro, e também de outras regiões do Brasil, bem como sempre recebeu grupos desta natureza de outros países. A universidade hoje atua na revitalização e capacitacão permanente do regente de banda, e nada mais lógico do que se abrir também para que as excelentes bandas sinfônicas possam apresentar o antigo e o novo repertório. A periodicidade da série é sempre com concertos na primeira semana de cada mês, às terças, quartas ou quintas.

Série Talentos

Curadoria: Suely Franco
Coordenação: Setor Artístico da EM/UFRJ
Escola de Música da UFRJ
A Série Talentos da UFRJ, iniciada em julho de 2007, é uma atividade que envolve apresentações musicais diversificadas - repertório de música coral, orquestral e de câmara com obras de períodos e estilos os mais variados. A programação é organizada pelo Setor Artístico da EM, responsável pela elaboração da agenda e gestão da produção e divulgação dos recitais ao longo do ano. Durante todo o ano, sempre às quartas-feiras e com entrada franca, a Série promove grande inteiração da comunidade musical da Escola de Música - professores, alunos e técnicos - com a comunidade externa, consolidando a institucionalização das atividades de Extensão.

Série Tendências

Curadoria: Pedro Bittencourt
Coordenação: Setor Artístico da EM/UFRJ
Escola de Música da UFRJ
A música contemporânea sempre teve na Escola de Música da UFRJ um dos mais fortes suportes, e todos os momentos de sua história. Alguns dos mais influentes compositores brasileiros foram seus alunos ou professores, e isto fez com que a música nova estivesse presente nos concertos e recitais, fosse tema de seminário, simpósios e festivais. A Bienal de Música Contemporânea Brasileira, organizada pela Funarte conta, de forma direta ou indireta, com o apoio dos compositores, regentes e instrumentistas vinculados à EM/UFRJ. Se as paredes de nossa casa musical maior, o Salão Leopoldo Miguez, pudessem falar, contariam a mais interessante história da música contemporânea no Brasil. A Série Tendências vem para marcar, de forma continuada, a importância que a instituição dedica à música de hoje, com valorização de sua produção e apoio na difusão. Esta série apresenta quatro concertos anuais e recebe grupos, músicos e compositores.

Série Tributo

Curadoria: Luiz Senise
A Série Tributo, idealizada e coordenado pelo professor e pianista Luiz Senise, visa reverenciar a memória dos compositores que enaltecem a arte musical, através de apresentações públicas de sua obra em anos comemorativos de seu nascimento e morte. Trata-se de uma genuína manifestação de apreço, respeito e gratidão por parte dos intérpretes aos artistas criadores, cuja obra permanece como um precioso legado, uma fonte viva de energia e prazer. As apresentações reúnem um seleto elenco de artistas, entre professores e destacados alunos da Escola de Música da UFRJ, bem como musicistas convidados, todos atuando como uma verdadeira equipe. Dentre a produção musical do compositor reverenciado são escolhidas e executadas as mais significativas obras para instrumentos solos e formações camerísticas diversas. A Série destina-se a estudantes, estudiosos de música e público em geral.

Correspondência

Escola de Música da UFRJ
Edifício Ventura Corporate Towers
Av. República do Chile, 330
21o andar, Torre Leste
Centro - Rio de Janeiro, RJ
CEP: 20.031-170

+55 21 2532-4649
gabinete@musica.ufrj.br

Redes sociais