Coro Sinfônico da UFRJ

Coro Sinfônico da UFRJ

Institucional >> Conjunto Estáveis

Repertório dedicado às grandes obras corais sinfônicas de todos os tempos...

Coro Sinfônico da UFRJ é…

More...
Série Talentos UFRJ

Série Talentos UFRJ

Institucional >> Séries Temáticas

Divulgando a pluralidade da produção artística da Escola de Música

Foi criada em…

More...
Orquestra de Sopros

Orquestra de Sopros

Institucional >> Conjunto Estáveis

Formada por alunos da disciplina Prática de Orquestra...

Class aptent taciti sociosqu ad litora torquent per conubia nostra, per inceptos himenaeos. Cras aliquam, ante quis convallis semper, nunc…

More...
Violões da UFRJ

Violões da UFRJ

Institucional >> Conjunto Estáveis

Repertório dedicado ao violão brasieliro...

Formado em 2003 a partir…

More...
Galeria de Imagens

Galeria de Imagens

Fotos e imagens dos eventos da Escola de Música...

More...
Selo Fonográfico UFRJ/Música

Selo Fonográfico UFRJ/Música

Institucional >> Publicações

Conheça a produção fonográfica da Escola de Música

A produção fonográfica da Escola de Música remonta à época do LP quando a Orquestra Sinfônica gravou a Abertura em…

More...
Frontpage Slideshow | Copyright © 2006-2010 JoomlaWorks, a business unit of Nuevvo Webware Ltd.
Início Museu
Museu Delgado de Carvalho PDF Imprimir E-mail

A primeira referência sobre a existência de um acervo museológico na Escola de Música encontra-se na "Notícia histórica dos serviços, instituições e estabelecimentos pertencentes a esta repartição", publicada pelo Ministério da Justiça em 1898, onde está registrado que "o Instituto Nacional de Música tem um pequeno museu muito interessante e curioso; um gabinete de acústica regularmente montado, uma biblioteca pequena, um órgão de 16 pés de Wilhem Sauer, um pequeno órgão de estudo do mesmo autor e um instrumental para orchestra". A primeira catalogação das peças, que revela a constituição inicial do acervo, foi feita pelo compositor Joaquim Tomas Delgado de Carvalho (1872-1922) que havia sido nomeado bibliotecário do Instituto Nacional de Música em 1902, cargo que exerceu até o ano de 1907. Ao bibliotecário do Instituto cabia a responsabilidade pelo museu.

A organização do acervo seguiu a metodologia estabelecida pelo curador do Museu do Real Conservatório de Bruxelas, Victor-Charles Mahillon (1841-1924), que gerou anos mais tarde o sistema de classificação de instrumentos musicais estabelecido pelos musicólogos Erich Moritz von Hornbostel (1877-1935) e Curt Sachs (1881-1959), origem da moderna organologia. Os instrumentos foram divididos em quatro diferentes categorias: autofônicos, himenofônicos, dianemofônicos e cordofônicos. Além de instrumentos musicais o museu possuía também, em sua organização original, os setores de Mecânica (mecanismos de pianos, metrônomos, fonógrafos), Acessórios (surdinas, bancos, chaves de afinação, válvulas de extensão, peles, etc), Exposições Gráficas (documentos históricos) e Utensílios (batutas, medalhas, máscaras mortuárias, etc). Pela descrição do acervo original do museu podemos perceber e relação que o mesmo tinha com o acervo da biblioteca.

Outras duas catalogações foram produzidas em 1974 e 1990, revelando as peças que foram agregadas ao acervo e, lamentavelmente, as que foram perdidas.

O acervo atual é composto por instrumentos musicais de diversas culturas de todo o mundo, além de peças raras que remontam aos séculos XVIII, como um basset-horn em fá, e XIX, como uma flauta fabricada por Theobald Boehm (1794-1881), datada de 1867, e um oboé da manufatura de Fortunato Vinatieri (1807 - 1863).

bassetoboe

Basset-horn em Fá (séc.XVIII) e Oboé (séc.XIX)
Acervo do Museu Delgado de Carvalho da Escola de Música da UFRJ

 

 

Dezesseis diferentes países estão representados: Egito, Marrocos, Sudão, Java, Índia, Pérsia, China, Japão, Sião, Alemanha, França, Bélgica, Hungria, Estados Unidos, Portugal e Brasil.

Destacamos, por exemplo, o "Ine-Kin" da China, o "Darabukkeh" do Egito, o "Aktara" da Índia e "Meyura Vina", instrumento indiano em forma de pavão.

 

 

meyuravina


Meyura Vina (Índia)
Acervo do Museu Delgado de Carvalho da Escola de Música da UFRJ

O Museu Delgado de Carvalho durante mais de trinta anos ficou localizado no corredor de entrada da Escola de Música da UFRJ. Em 2008 os móveis foram deslocados para o mezanino do Salão Leopoldo Miguez e os instrumentos recolhidos para catalogação e identificação. Como perspectiva se apresenta o Projeto de Restauração e Revitalização da Escola de Música da UFRJ (Pronac 028988) que, sob patrocínio da Petrobras, prevê a elaboração de um projeto museológico e a reinstalação do acervo em condições adequadas.

* Texto extraído do artigo: CARDOSO, André. A Escola de Música e suas coleções especiais. In Universidade e lugares de memória. Organizado por Antônio José Barbosa de Oliveira. Rio de Janeiro: UFRJ/FCC/SIBI, 2008, p. 203-220.
 
Banner
Produção artística Séries Temáticas Conjuntos estáveis Espaços culturais Biblioteca Museu Laboratórios Publicações e CDs EM na Imprensa Sites de Música Galeria de Imagens Registro Autoral

Powered by JoomlaGadgets

© 2010-2017 Escola de Música - UFRJ
Site desenvolvido pelo Setor de Comunicação da EM/UFRJ
TOPO