170 ANOS FORMANDO MÚSICOS DE EXCELÊNCIA

Concertos UFRJ: Don Quixote na música

0
0
0
s2sdefault

 

podcast

Ouça aqui o programa: 

Toda segunda-feira, às 22h, tem "Concertos UFRJ" na Roquette Pinto FM. Sintonize 94,1 ou acompanhe pela internet!

Programas anteriores podem ser encontrados na seção Concertos UFRJ.
donquixotecontraosmoinhos230
{magnify}images/stories/noticias/donquixotecontraosmoinhos800.jpg|Cândido Portinari (1956){/magnify}Dom Quixote Arremetendo contra o Moinho de Vento, Portinari (1956).

Genial criação do escritor espanhol Miguel de Cervantes, Don Quixote seduziu ao longo do tempo um infinidade de compositores, muitos dos quais acabaram representando em música as aventuras e desventuras do tragicômico “cavaleiro da triste figura”. Um passeio por essas experiências é a proposta do programa Concertos UFRJ que foi ao ar no dia nove de maio. Parceria da Escola de Música com a rádio Roquette Pinto, a série é veiculada toda segunda-feira, às 22h, pela emissora, na sintonia 94,1 FM, e conta com a produção e apresentação de André Cardoso, docente da EM e regente titular da Orquestra Sinfônica da UFRJ (OSUFRJ).

 

São muitos os exemplos do interesse despertado pela obra do escritor espanhol, a começar pela música incidental composta pelo inglês Henry Purcell em 1695. Entre as óperas vale mencionar as versões de Francesco Bartolommeo (1719), Antonio Caldara (1733), Joseph Bodin de Boismortier (1743), Antonio Salieri (1770), Niccolò Piccinni (1773), Pietro Generali (1805), Felix Mendelssohn (1826) e Jules Massenet (1910). Don Quixote foi também tema de ballets, como o criado, em 1869, por Ludwig Minkus e Marius Petipa para o Teatro Bolshoi – hoje um clássico da dança. No terreno da música sinfônica há de se destacar as canções de Ravel (1932) e Jacques Ibert e os poemas-sinfônicos de Anton Rubinstein (1870), Viktor Ullman (1944) e, o mais conhecido e executado, o de Richard Strauss (1897) em que o violoncelo solista personifica o fidalgo e a viola faz o papel de Sancho Pança.

 

Desta vasta gama de obras, o programa destacou quatro. A primeira, a ópera-ballet Don Quichotte chez la Duchesse (Don Quixote visita a Duquesa) do compositor francês Joseph Bodin de Boismortier (1689 – 1755). Apesar de descrita como “ballet”, a sua estrutura é de ópera, com libreto de Charles Simon Favart e se baseia no conhecido do romance em que um casal de nobres se diverte montando uma farsa para enganar Don Quixote. A estreia ocorreu em 1743, na Academia Real de Musica de Paris.

 

Já compositor barroco alemão George Phillip Telemann abordou o tema em duas oportunidades: na ópera “Don Quixote nas bodas de Camacho” e numa Suite orquestral para cordas e contínuo. Nesta última, a música passagens célebres da obra de Cervantes,  como o despertar de Don Quixote, o ataque aos moinhos de vento, os suspiros do fidalgo ao recordar-se da amada Dulcinéa e o galope de seu cavalo Rocinante ao lado do burrico Gris, de seu escudeiro.

 

A vizinha Espanha sempre povoou o imaginário dos compositores franceses. Com uma personagem tão facetada e plena de significados como esta não poderia ser diferente. Dois exemplos ilustram bem este fascínio. O de Jules Massenet (1842 – 1912), que escreveu a ópera “Don Quixote”, em cinco atos, encenada pela primeira vez em 1910 pela Ópera de Montecarlo, e o de Maurice Ravel (1875-1937), que dedicou a ela um ciclo de três canções denominado Don Quixote a Dulcinéia, a partir de poemas de Paul Morand.

 

As edições do programa Concertos UFRJ podem ser acompanhadas on line ou por meio do podcast (áudio sob demanda) da Roquette Pinto (FM 94,1). Contatos através do endereço eletrônico: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

Programação de Maio

 

Programa 39 – Dia 02 de Maio – Especial com o violonista Jorge Caballero (gravação ao vivo do concerto realizado no Salão Leopoldo Miguez em 12 de dezembro de 2010)

 

Programa 40 – Dia 9 de maio – Don Quixote na música (obras de Boismortier, Telemann, Massenet e Ravel)


Programa 41 – Dia 16 de maio – Grandes mestres da EM: obras do compositor Henrique Oswald (1852-1931) 

 

Programa 42 – Dia 23 de maio – Música de câmara 2: obras de câmara para diferentes formações

 

Programa 43  – Dia 23 de maio – Ópera "Gianni Schicchi" de Puccini 

 

Correspondência

Escola de Música da UFRJ
Edifício Ventura Corporate Towers
Av. República do Chile, 330
21o andar, Torre Leste
Centro - Rio de Janeiro, RJ
CEP: 20.031-170

+55 21 2532-4649
gabinete@musica.ufrj.br

Redes sociais