170 ANOS FORMANDO MÚSICOS DE EXCELÊNCIA

Músicos demitidos da OSB realizam concerto-manifesto no Rio

0
0
0
s2sdefault

Matéria publicada em 30 de maio de 2011 no portal G1 sobre o concerto dos músicos demitidos da Orquestra Sinfônica Brasileira (OSB) que aconteceu na Escola de Música.

Músicos demitidos da OSB realizam concerto-manifesto no Rio


Grupo se apresentou diante de instrumentistas da 'velha guarda' da orquestra.
Evento reuniu cerca de mil pessoas, segundo presidente do sindicato.

 

Do G1, em São Paulo

 

O grupo de músicos demitidos da Orquestra Sinfônica Brasileira (OSB) realizou neste sábado (30) um concerto-manifesto na Escola de Música da UFRJ, na Lapa. Ao todo, 70 instrumentistas se apresentaram - nem todos ex-membros da OSB - com participação da pianista Cristina Ortiz.

 

De acordo com a musicista Deborah Cheyne, presidente do Sindicato dos Músicos do Estado do Rio de Janeiro (SindMusi) e ex-integrante da OSB, o evento foi "um sucesso" e reuniu um público de cerca de mil pessoas. "Conseguimos trazer a velha guarda da Sinfônica para assistir, músicos que realmente foram a nata dessa orquestra", disse após o evento

g1-2071-04-30
Músicos demitidos da OSB realizam concerto no Rio neste sábado (Foto: Camila Maia/Agência O Globo)

Durante o concerto, Cheyne anunciou uma lista de agradecimentos "a todos que nos apoiaram do início [da crise na OSB] até agora" e leu um manifesto político em nome dos demitidos.

No mês de março, cerca de 30 músicos foram afastados da OSB por se recusarem a realizar avaliações de desempenho propostas pela Fundação Orquestra Sinfônica Brasileira (Fosb).

Em negociações posteriores, a instituição admitiu trocar as demissões por advertências punitivas e repensar o modelo de avaliação. O grupo de instrumentistas demitidos, por sua vez, exigia a renúncia do maestro Roberto Minczuk para voltar ao trabalho.

Na semana passada, a Fosb comunicou que as negociações para a readmissão dos músicos demitidos haviam se encerrado sem sucesso.

De acordo com a presidente do SindMusi, no entanto, o assunto não está resolvido. "A gente está sempre com a sensação de que está tudo simplesmente começando. Para onde vai essa movimentação eu não sei", afirmou. "Os músicos se mantém mobilizados, firmes."

Na manhã deste domingo, um grupo de metais formado por músicos demitidos da OSB irá se apresentar no Complexo do Alemão em homenagem ao Dia do Trabalho. Na segunda, de acordo com a presidente do SindMusi, haverá nova assembleia para discutir o assunto.

 

Na plateia, estavam antigos membros da orquestra, como o violinista José Alves e o clarinetista José Botelho, o cantor e compositor Edu Lobo e a deputada Jandira Feghali. Não estavam presentes os secretários municipal e estadual de Cultura, Emilio Khalil e Adriana Rattes, respectivamente.

Correspondência

Escola de Música da UFRJ
Edifício Ventura Corporate Towers
Av. República do Chile, 330
21o andar, Torre Leste
Centro - Rio de Janeiro, RJ
CEP: 20.031-170

+55 21 2532-4649
gabinete@musica.ufrj.br

Redes sociais