170 ANOS FORMANDO MÚSICOS DE EXCELÊNCIA

Especial Gérard Abiton em “Concertos UFRJ”

0
0
0
s2sdefault

 

podcast

Ouça aqui o programa: 

Toda segunda-feira, às 22h, tem "Concertos UFRJ" na Roquette Pinto FM. Sintonize 94,1 ou acompanhe pela internet!

Programas anteriores podem ser encontrados na seção Concertos UFRJ.

Um especial com o violonista francês Gérard Abiton é o convite da edição de Concertos UFRJ que foi ao ar em quatro de abril. No programa, a gravação ao vivo de sua apresentação no Salão Leopoldo Miguez da Escola de Música da UFRJ (EM) em outubro do ano passado, durante o festival Violão na UFRJ: 30 anos que comemorou três décadas de atividades do bacharelado do instrumento na universidade – um dos primeiros do país.  Resultado de um convênio da UFRJ com a emissora, a série Concertos UFRJ é veiculada toda segunda-feira, às 22h, pela rádio Roquette Pinto, na sintonia 94,1 FM, e conta com a produção e apresentação de André Cardoso, docente da Escola de Música (EM) e regente titular da Orquestra Sinfônica da UFRJ (OSUFRJ).

 

Gérard Abiton iniciou os estudos com o violonista Christian Jean, e prosseguiu mais tarde como aluno de Alexandre Lagoya no Conservatório de Paris. Realizou também estudos especiais em cursos de verão com Andrés Segovia, John Williams e Abel Carlevaro. Abiton foi um dos vencedores do Concurso Internacional de Genebra em 1981 e começou sua carreira de concertista aos vinte anos de idade. Itália, Suiça, México, Cuba, Alemanha, Sérvia, Polônia, Noruega, Espanha, Holanda, Estados Unidos e França são alguns dos países onde se apresentou em recitais ou como solista à frente de orquestras como a Orquestra Sinfônica de Rhin, Orquestra Sinfônica Nacional do México, Sinfônica de Manchester e a Orquestra Sinfônica Nacional de Cuba.

 

Abiton tem diversas gravações, tais como a obra completa de Manuel Ponce, além de obras de Bach, Frank Martin, Turina, Torroba e Joaquim Rodrigo. Performances que receberam diversos prêmios e elogios da crítica especializada. No seu quarto CD, apresentará suas próprias transcrições de sonatas de Domenico Scarlatti.

 

Em entrevistas concedidas a revistas especializadas Abiton, o músico confessa sua predileção pelos autores espanhóis do final do século XIX e início do século XX. Ao mesmo tempo em que executa obras tradicionais para seu instrumento, sejam originais ou transcrições, Gérard Abiton dedica cada vez mais espaço ao repertório contemporâneo; prática muito comum, aliás, entre os grandes violonistas.

 

O registro fotográfico dos concertos e recitais do festival Violão na UFRJ: 30 anos pode ser visto na galeria de imagens do site  e as edições do programa Concertos UFRJ podem ser acompanhadas on line ou por meio do podcast (áudio sob demanda) da Roquette Pinto (FM 94,1). Contatos através do endereço eletrônico: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

Programação de Abril

 

Programa 35 – Dia 04 de abril – Especial Gerard Abiton

 

Recital do violonista francês Gerard Abiton no festival “Violão: 30 anos na UFRJ”, gravado ao vivo no Salão Leopoldo Miguez da Escola de Música da UFRJ no dia 5 de outubro de 2010.

 

  1. D. SCARLATTI – Duas Sonatas (transcrição de Abiton)
  2. J. S. BACH - Suite BWV 998 (Prelúdio, Fuga e Allegro).
  3. ALBENIZ – “Espagne – Souvenir no. 2”
  4. S. ASSAD - “Aquarela” (Divertimento, Valseana e Prelúdio e tocatina).
  5. D. SCARLATTI – Duas Sonatas (transcrição de Abiton).

 

Programa 36 – Dia 11 de abril – Grandes mestres da Escola de Música VI: Murillo Santos.


Série que dedica um programa por mês a um antigo mestre da Escola de Música. O sexto programa terá como convidado especial o pianista e compositor Murillo Santos que falará de sua carreira e obras por ocasião de seus 80 anos.

 

  1. Canção de Amor, sobre texto de Alma Cunha de Miranda, com a soprano Ruth Staerk e Laís Figueiró ao piano.
  2. Duas Peças Populares para violino, violoncelo e piano em dois movimentos, Tempo de Valsa e Vivo, na interpretação do Trio Brasileiro, formado por Erich Leningher no violino, Watson Clis no violoncelo e Gilberto Tinetti ao piano.
  3. Música para Metais com o Quinteto Brasileiro de Metais.
  4. Valsa Elegante com o pianista Roberto Szidon..
  5. Suíte Infantil para piano a quatro mãos com as pianistas Patrícia Bretas e Josiane Kevorkian.
  6. Aleluia para coro a capela com o Coral Canto em Canto e a regência de Elza Lackschevitz.
  7. Missa Brevis para soprano, coro e orquestra com a soprano Carol McDavit, coro e Orquestra Sinfônica da Escola de Música da UFRJ e a regência de Roberto Duarte.

 

Programa 37 – Dia 18 de abril – Quinteto Experimental de Sopros da UFRJ em Karlsruhe.


Concerto gravado ao vivo em 17 de dezembro de 2010 no Castelo de Gottesaue em Karlsruhe (Alemanha) contando com a participação de alunos da Universidade de Karlsruhe e da Uni-Rio e dedicado integralmente ao repertório de câmara de compositores brasileiros.

 

  1. H. VILLA-LOBOS – Choros no. 4 para três trompas e trombone com Daniel Lopez, Nicolai Oswald e Alessandro Jeremias nas trompas e por Everson Neves de Moraes no trombone.
  2. R. GNATTALI - Sonatina a 6 com Elya Levin na flauta, Davide Guarnieri no oboé, Daniel Lopez na trompa, Tim Ladewig no fagote e Lidja Pavlovic no piano e a participação de nosso aluno Diogo Lozza na clarineta.
  3. E. KRIEGER - Serenata a 5 com o Quinteto Experimental de Sopros da UFRJ formado por Milher Moraes na flauta, Juliana Bravin no oboé, Diogo Lozza na clarineta, Carlos Bertão no fagote e Alessandro Jeremias na trompa..
  4. L. GALLET - Sexteto para sopros e piano com o Quinteto Experimental de Sopros da UFRJ e a pianista Tatjana Prushinskaya, aluna da Universidade de Karlsruhe.
  5. M. TAVARES – Divertimento para 11 instrumentos de sopro com o Quinteto Experimental de Sopros da UFRJ e a pianista Tatjana Prushinskaya, aluna da Universidade de Karlsruhe.

 

Programa 38 – Dia 25 de abril – Ópera “Don Quixote nas bodas de Camacho” de George Phillip Telemann

 

Um dos personagens mais queridos e famosos de toda a literatura mundial e genial criação do escritor espanhol Miguel de Cervantes (1547-1616) o tragicômico “cavaleiro da triste figura” sempre seduziu os compositores e ao longo dos séculos suas aventuras foram traduzidas em música e transpostas para o palco na forma de suítes, poemas-sinfônicos, canções, óperas e ballets. Composta por Telemann em 1671 “Don Quixote nas Bodas de Camacho” será apresentada com Raimund Nolte (barítono) como Don Quixote, Michael Schopper (baixo) como Sancho Pansa, Silke Stapf (soprano) como Pedrillo, Mechtild Bach (soprano) como Grisóstomo, Heike Hallaschka (soprano) como Quiteria, Annette Kohler (mezzo) como Camacho e Karl-Heinz Brandt (tenor) como Basilio. O coro é da Academia de Música Antiga de Bremen e a orquestra é o conjunto La Stagione sob a direção de Michael Schneider.

Correspondência

Escola de Música da UFRJ
Edifício Ventura Corporate Towers
Av. República do Chile, 330
21o andar, Torre Leste
Centro - Rio de Janeiro, RJ
CEP: 20.031-170

+55 21 2532-4649
gabinete@musica.ufrj.br

Redes sociais