Violões da UFRJ

Violões da UFRJ

Institucional >> Conjunto Estáveis

Repertório dedicado ao violão brasieliro...

Formado em 2003 a partir…

More...
Orquestra Juvenil

Orquestra Juvenil

Institucional >> Conjunto Estáveis

Em funcionamento desde 1995...

A Orquestra Juvenil da UFRJ foi criada pelo maestro André…

More...
Coro Sinfônico da UFRJ

Coro Sinfônico da UFRJ

Institucional >> Conjunto Estáveis

Repertório dedicado às grandes obras corais sinfônicas de todos os tempos...

Coro Sinfônico da UFRJ é…

More...
Série Talentos UFRJ

Série Talentos UFRJ

Institucional >> Séries Temáticas

Divulgando a pluralidade da produção artística da Escola de Música

Foi criada em…

More...
Concertos UFRJ

Concertos UFRJ

Toda segunda, às 22h, temos encontro marcado na FM 94,1

More...
Orquestra Sinfônica da UFRJ (OSUFRJ)

Orquestra Sinfônica da UFRJ (OSUFRJ)

Institucional >> Conjunto Estáveis

Criada em 1924 é a mais antiga orquestra do Rio de Janeiro...

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit. Quisque dui orci, faucibus non, semper sed, pulvinar quis, purus. Class aptent…

More...
Frontpage Slideshow | Copyright © 2006-2010 JoomlaWorks, a business unit of Nuevvo Webware Ltd.
Início Notícias Gerais Scherzo Trio se apresenta no Salão Leopoldo Miguez
Scherzo Trio se apresenta no Salão Leopoldo Miguez PDF Imprimir E-mail
Escrito por SetCOM   
Ter, 29 de Maio de 2018 21:17

O Projeto O piano na Música de Câmara realizará no próximo dia 05 de junho, às 18h30, no Salão Leopoldo Miguez, o primeiro concerto da temporada 2018. Em destaque o Scherzo Trio, formado pelo flautista Erick Soares, pelo violista Jessé Máximo Pereira e pela pianista Ingrid Barancoski.

 

sherzotriox450.jpg
 

O grupo, criado em 2017 a partir de atividades acadêmicas da UNIRIO, agrega três instrumentos de famílias diferentes (cordas, sopros, teclados), gerando uma sonoridade inusitada que foi explorada por compositores de todas as épocas históricas, especialmente do século XX. Esta instrumentação é pouco comum, embora seu resultado tímbrico seja de instigante sonoridade.

Revelando obras que foram escritas para esta formação o grupo pretende levar uma performance que facilite a assimilação destas obras pelo público, tanto o habituado ao repertório erudito quanto aquele em formação.

Integram o programa, o Notturno de joseph Kuffner, composto no início do século XIX, bem como obras do século XX, tais como a Romanesca do venezuelano naturalizado francês Reynaldo Hahn, raramente ouvidas nas salas de concerto. Completam o programa obras de dois expressivos compositores da produção camerística com piano do século XX ― o francês Maurice Duruflé e o Checo Bohuslav Martinu.

 

IntÉrpretes

 

Erick Soares é Bacharel em Flauta pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO) na classe de flauta da Prof. Dra. Laura Rónai. Foi aluno executante em festivais e masterclasses com renomados professores como os brasileiros Lucas Robatto, Eduardo Monteiro, Rogerio Wolf e Sammy Fucks e os estrangeiros Mathias Allin, Michael Faust, Renate Greiss e Jonathan Keeble. Colaborou como flautista/piccolista na temporada 2012 da Orquestra Sinfönica Brasileira Jovem sob a regência de Mateus Araujo, como piccolista convidado no concerto de estreia da Orquestra Sinfonica da Fundacao Cesgranrio e como flautista e piccolista no Concerto da 4a Sinfonia de Gustav Mahler com a Orquestra Sinfonica Nacional da UFF. No presente momento, Erick é flauta da Banda Filarmonica do Rio de Janeiro sob a regência de Antonio Henrique Seixas e paralelamente vem integrando em diversos conjuntos em musicais em cartaz pela cidade.


Jessé Máximo Pereira graduou-se em Viola na Unirio, sob a orientação do Professor Marco Antonio Lavigne e aperfeiçoou-se com Renato Bandel em São Paulo. Durante este período, participou de festivais em Campos do Jordão, Poços de Caldas, Petrópolis, Ex Toto Corde – USP e UNIRIO, tendo aulas com os professores Rainer Moog, Katrin Melcher, Esther Apituley, Michelle Lacourse, Ricardo Kubala, dentre outros. Vencedor do Concurso Jovens Solistas da Orquestra Sinfônica Brasileira Jovem, também foi premiado no Concurso Nacional de Cordas Paulo Bosísio, no I Concurso Nacional de Violistas (CONNVIO), no IV Festival Francisco Mignone de Jovens Intérpretes e no Internationaler Bodensee MusikWettbewerb, na Alemanha. Apresentou-se como solista na OSB-Jovem e na Orquestra de Câmara da UNIRIO. Participou também de masterclasses de viola e música de câmara com Shlomo Mintz, Martin Ostertag, Miguel da Silva, Horácio Schaefer e Quatuor Ysaÿe. Trabalhou como músico na Orquestra Sinfônica Brasileira, Orquestra Petrobras Sinfônica e Orquestra Sinfônica do Theatro Municipal do Rio de Janeiro. Em 2009, foi aprovado em concurso público para músico da Orquestra Sinfônica da UFRJ. Na Alemanha obteve o Mestrado na Musikhochschule Karlsruhe, na classe do Professor Johannes Lüthy. Durante sua estadia em Karlsruhe, participou de diversos cursos, tendo aulas também com os professores Hartmut Rohde, Fabio Marano e Igor Budinstein. Integrou a Junge Deutsche Philharmonie, Young Generation Orchestra e Orquestra de Câmara da Musikhochschule Karlsruhe e atuou como músico convidado na Philharmonie Baden-Baden e Freie Philharmonie Stuttgart. Atualmente cursa o Doutorado em Música na UNICAMP, tendo trabalhos e artigos publicados em simpósios e periódicos especializados da área. Integra o Quarteto de Cordas da UFF, o Quarteto de Cordas Kalimera e o Scherzo Trio.

A pianista Ingrid Barancoski tem ocupado posição de destaque no cenário da música contemporânea no Brasil. Seu repertório abrange todos os períodos estilísticos, com especial interesse para a música do nosso tempo. Já foi responsável pela estreia mundial de mais de 35 obras, sendo várias dedicadas a ela por renomados compositores como Almeida Prado, Ricardo Tacuchian e Roberto Victorio. Suas atividades incluem concertos como solista e camerista. Ingrid Barancoski já atuou com diversas orquestras como a Sinfonia Cultura, a Orquestra Sinfônica do Estado de Minas Gerais, a Orquestra da Universidade do Arizona, a Orquestra de Câmera de Curitiba e a Orquestra Sinfônica Nacional. Suas inúmeras apresentações solo incluem recital na série Dame Myra Hess Memorial Concerts (Chicago, EUA), e apresentações em diversos estados e capitais brasileiras, além de concertos no México, Venezuela, Itália, Alemanha, Áustria e Estados Unidos. Ingrid é Doutora em Música pela Universidade do Arizona. É detentora de premiações em concursos nacionais e internacionais, entre os quais The President´s Competition (Universidade do Arizona, EUA) e IBLA Grand Prize (Ragusa-Ibla, Itália). Dentre os festivais em que já atuou como docente e/ou concertista estão o Festival Internacional de Música de Campina Grande, o Festival Virtuosi, o Festival de Inverno do Rio, o Cello Encounter, o Festival de Música de Câmera de Curitiba e as Bienais de Música Brasileira Contemporânea. Ministra regularmente master classes e palestras em instituições no Brasil e no exterior. É autora de diversos artigos publicados em periódicos especializados. Desde 1998 Ingrid Barancoski é docente do Instituto Villa-Lobos da UNIRIO, atuando também no Programa de Pós-Graduação em Música. Entre 2015 e 2016 realizou estágio de pós-doutorado na University of Southampton, Inglaterra.

Compartilhe este artigo:

 
Banner
Produção artística Séries Temáticas Conjuntos estáveis Espaços culturais Biblioteca Museu Laboratórios Publicações e CDs EM na Imprensa Sites de Música Galeria de Imagens Registro Autoral

Powered by JoomlaGadgets

© 2010-2018 Escola de Música - UFRJ
Site desenvolvido pelo Setor de Comunicação da EM/UFRJ
TOPO