Orquestra de Sopros

Orquestra de Sopros

Institucional >> Conjunto Estáveis

Formada por alunos da disciplina Prática de Orquestra...

Class aptent taciti sociosqu ad litora torquent per conubia nostra, per inceptos himenaeos. Cras aliquam, ante quis convallis semper, nunc…

More...
Os Concertos Virtuais UFRJ estão no ar

Os Concertos Virtuais UFRJ estão no ar

Notícias >> Arquivo

Lançamento dia 13 de dezembro da experiência piloto...

Foto: Marco Fernandes/CoordCOM…

More...
Série Talentos UFRJ

Série Talentos UFRJ

Institucional >> Séries Temáticas

Divulgando a pluralidade da produção artística da Escola de Música

Foi criada em…

More...
Coral Infantil da UFRJ

Coral Infantil da UFRJ

Institucional >> Conjunto Estáveis

Desde 1989, celeiro de grandes talentos...

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit. Quisque dui orci, faucibus non, semper sed, pulvinar quis, purus. Class aptent…

More...
Trio UFRJ

Trio UFRJ

Institucional >> Conjunto Estáveis

Grande abrangência de repertório e atuação...

Reconhecendo afinidades de concepções musicais e técnicas,…

More...
Orquestra Juvenil

Orquestra Juvenil

Institucional >> Conjunto Estáveis

Em funcionamento desde 1995...

A Orquestra Juvenil da UFRJ foi criada pelo maestro André…

More...
Frontpage Slideshow | Copyright © 2006-2010 JoomlaWorks, a business unit of Nuevvo Webware Ltd.
Início Notícias Pós-Graduação PROMUS assina convênio com Sinfônica de Porto Alegre
PROMUS assina convênio com Sinfônica de Porto Alegre PDF Imprimir E-mail
Escrito por Francisco Conte   
Seg, 18 de Dezembro de 2017 18:08

O Programa de Pós-Graduação Profissional em Música (PROMUS) acaba de firmar acordo de cooperação com a Fundação Orquestra Sinfônica de Porto Alegre (FOSPA). Segundo o convênio assinado no dia 27 de novembro pelo reitor da UFRJ, Roberto Leher, e pelo superintendente administrativo da Fundação, Rogério Beidacki, a FOSPA oferecerá bolsas aos alunos do mestrado profissional e disponibilizará datas em sua temporada de concertos para alunos das áreas de regência, canto e instrumentistas, que atuarão junto aos seus diversos corpos orquestrais. Em contrapartida o Programa reservará até três vagas em seus editais anuais de seleção para integrantes da Fundação.

Fundação

 

  Foto: Reprodução
  ospax800

A FOSPA é um complexo musical-educativo que, desde 1950, realiza um trabalho de difusão da música orquestral e formação de plateias no Rio Grande do Sul. Vinculada à Secretaria de Estado da Cultura, Turismo, Esporte e Lazer, mantém a Orquestra Sinfônica de Porto Alegre (OSPA), um coro sinfônico e uma escola de música - o Conservatório Pablo Komlós.

 

A OSPA, fundada em fundada em 1950 pelo maestro Pablo Komlós, regente húngaro que a dirigiu até 1978, é mais antiga do país em atividades ininterruptas. Possui uma extensa agenda de concertos em todo o estado, atingindo um público diversificado. Atualmente sua programação é constituída pelas séries Theatro São Pedro, UFRGS, Igrejas, Araújo Vianna, Interior, Música no Museu, Didáticos, OSPA Jovem e concertos especiais.

 

Muitos foram os artistas de renome que passaram pela Ospa ao longo dos seus quase setenta anos. Entre eles, Friedrich Gulda, Antonio Janigro, Janos Starker, Pierre Fournier, Mischa Maisky, Bruno Gelber, Kurt Redel, Montserrat Caballé, Luciano Pavarotti e José Carreras. Solistas brasileiros como Nelson Freire, Arnaldo Cohen, Arthur Moreira Lima, Roberto Szidon, Miguel Proença, Antonio Meneses, Jean-Louis Steuermann e Alexandre Dossin também se apresentam regularmente em suas temporadas.

 

Marco

 

Os alunos beneficiados pelo convênio com a FOSPA receberão bolsas, em forma de passagens aéreas e auxilio para estadia em Porto Alegre, e deverão realizar masterclass, palestras e atividades similares junto ao Conservatório Pablo Komlós da OSPA.

 

É a segunda parceria que o PROMUS estabelece com uma orquestra. A primeira, com Associação da Orquestra Sinfônica de Barra Mansa (AOSBM), foi assinada em agosto e está em vigência. O acordo de cooperação com a FOSPA, no entanto, levará dois anos para ser integralmente implementado, informa Aloysio Fagerlande, coordenador do PROMUS. Como foi assinado após o início do processo seletivo para 2018, não foi possível reservar vagas para os músicos da Fundação.

 

O docente lembra que tudo começou com o ingresso no Programa de Diego Grendene, 1o clarinetista da OSPA e diretor do Conservatório Pablo Komlós.

 

- Ele é um grande entusiasta da proposta do PROMUS, e desde sua entrada na turma de 2017 começamos a conversar sobre a possibilidade, e viabilidade, do Acordo. Como ele envolve duas instituições publicas, uma federal - UFRJ - e outra estadual - FOSPA, houve a necessidade de vários pareceres das procuradorias tanto federal quanto estadual, para uma melhor adequação às diversas leis.

 

Para Aloysio o convênio é um marco no processo de implantação do jovem programa, que abriu a sua primeira turma em 2016.

 

-Esse acordo é muito importante para o PROMUS, que começa a adquirir uma relevância a nível nacional. Esperamos atrair profissionais da OSPA para o nosso curso de mestrado profissional, desejo deles também.

 

Compartilhe este artigo:

Última atualização em Sáb, 17 de Março de 2018 10:47
 
Banner
Produção artística Séries Temáticas Conjuntos estáveis Espaços culturais Biblioteca Museu Laboratórios Publicações e CDs EM na Imprensa Sites de Música Galeria de Imagens Registro Autoral

Powered by JoomlaGadgets

© 2010-2018 Escola de Música - UFRJ
Site desenvolvido pelo Setor de Comunicação da EM/UFRJ
TOPO