170 ANOS FORMANDO MÚSICOS DE EXCELÊNCIA

Bienal mostra produção brasileira contemporânea

0
0
0
s2sdefault

A Fundação Nacional de Artes (Funarte) realiza, entre os dias 23 e 29 de outubro, a XXII Bienal de Música Brasileira Contemporânea - através do Centro de Música da instituição, em parceria com a Academia Brasileira de Música e com o patrocínio do Ministério da Cultura.

  vinheta-2017-bienal
   
A abertura será na segunda-feira, dia 23 de outubro, às 19 horas, no Theatro Municipal do Rio de Janeiro. Nos outros dias, a Bienal se deslocará para a Sala Cecília Meireles, parceira do evento desde o seu início, em 1975. Ao longo dos setes dias de programa, serão apresentadas 61 peças inéditas - 15 de compositores convidados e 46 selecionadas pelo Prêmio Funarte de Composição Clássica 2016. O horário dos concertos é às 19h, exceto no encerramento, marcado para as 17h. A Escola de Música (EM) está ativamente integrada ao evento. Entre outros, os docentes e compositores João Guilherme Ripper, Ernani Aguiar, Liduíno Pitombeira, Marcos Nogueira, Alexandre Schubert e Rodrigo Cicchelli terão obras executadas. Diversos músicos e instrumentistas marcarão presença. Destaque para a Orquestra Sinfônica da UFRJ (OSUFRJ) que realiza concerto no dia 27, na Sala Cecília Meireles. Realizadas nos anos ímpares, desde 1975, as Bienais constituem o mais diversificado e significativo evento da música brasileira de concerto e tem como compromisso refletir e estimular todas as manifestações da música brasileira de concerto contemporânea, em sua diversidade estética, de linguagens, meios e formações. Estão presentes obras de vários estilos, desde a música orquestral à eletroacústica, em múltiplas combinações. A escolha das obras é feita mediante concurso lançado nacionalmente (Prêmio Funarte de Composição Clássica), ao qual concorrem, inclusive, compositores brasileiros no exterior, assim como através de encomenda de obras a partir da solicitação de indicações a colégio eleitoral formado por compositores que participaram de cinco ou mais Bienais, por regentes que apresentaram obra orquestral em duas ou mais Bienais e por professores de composição em universidades brasileiras. Este ano, a Bienal fará três homenagens in memoriam: aos compositores Sergio Roberto de Oliveira (1970/2017) e Olivier Toni (1926/2017), e ao Embaixador Vasco Mariz (1921/2017), historiador, musicólogo e pesquisador da música brasileira. E a homenagem especial é para Flávio Silva, cujo nome e atuação estão vinculados decisivamente às Bienais de Música Contemporânea. estrela SERVIÇO
Theatro Municipal do Rio de Janeiro, Praça Floriano, S/N - Centro, Rio de Janeiro (RJ), (21) 2332 9191.Sala Cecília Meireles, Rua da Lapa, 47 - Lapa, Rio de Janeiro (RJ), (21) 2332 9223.

 

XXII Bienal de Música Brasileira Contemporânea
De 23 a 29 de outubro de 2017 Programação Dia 23, segunda-feira, às 19 horas - Theatro Municipal
Obras de Ernani Aguiar, Ronaldo Miranda, Liduíno Pitombeira, Paulo Costa Lima, Eli-Eri Moura e Marlos Nobre. Dia 24, terça-feira, às 19 horas - Sala Cecília Meireles
Obras de Luciano Leite Barbosa, Caeso, William Billi, OiliamLanna, Marcos Nogueira, Igor Maia, Gustavo Bonin, Luã Almeida, Patrícia de Carli e Aylton Escobar. Dia 25, quarta-feira, às 19 horas - Sala Cecília Meireles
Obras de Marcos Lucas, EdinoKrieger, Sérgio Roberto Oliveira, Mauricio Dottori, Tauan Gonzalez Sposito, João Isaac Marques, Guilherme Bertissolo, Santiago Beis, Caio Facó, Luigi Antonio Irlandini, Alexandre Schubert e Marco Feitosa. Dia 26, quinta-feira, às 19 horas - Sala Cecília Meireles
Obras de Danilo Rosseti, José Ricardo, Jorge Antunes, Alex Pochat, Bryan Homes, Luiz Carlos Csekö. Guilherme Ribeiro, Levy Oliveira, Bruno Santos, Thiago Diniz e Lucas Filipe Oliveira. Dia 27, sexta-feira, às 19 horas - Sala Cecília Meireles
Obras de Dimitri Cervo, Helder Oliveira, João Guilherme Ripper, Edson Zampronha, Ricardo Tacuchian, Wellington Gomes. Dia 28, sábado, às 19 horas - Sala Cecília Meireles
Obras de Fred Carrilho, Danniel Ribeiro,Paulo Cesar Santana, Maryson J. S. Borges, Diego Batista, Alexandre F. Travassos, Felipede Almeida Ribeiro, Rodrigo Marconi, Marisa Rezende, Vinicius Amaro, CaduVerdan e Armando Lôbo. Dia 29, domingo, às 17 horas - Sala Cecília Meireles
Obras de Ângelo Martins, Marco Antônio Machado, Marcos Cohen, Roberto Victorio, Rodrigo Cicchelli

 

 

INGRESSOS

Theatro Municipal: Frisa e camarote = R$ 30 e R$ 15 (meia para estudantes e idosos); Plateia e balcão nobre = R$ 30 e R$ 15 (meia para estudantes e idosos); Balcão superior = R$ 20 e R$ 10 (meia para estudantes e idosos) e Galeria = R$ 10 e R$ 5 (meia para estudantes e idosos)
Sala Cecília Meireles: R$ 10 e R$ 5 (meia para estudantes e idosos)

Correspondência

Escola de Música da UFRJ
Edifício Ventura Corporate Towers
Av. República do Chile, 330
21o andar, Torre Leste
Centro - Rio de Janeiro, RJ
CEP: 20.031-170

+55 21 2532-4649
gabinete@musica.ufrj.br

Redes sociais