Conjunto Sacra Vox

Conjunto Sacra Vox

Institucional >> Conjunto Estáveis

Desde 1998 divulgando o repertório sacro de todos os tempos...

O conjunto vocal de câmara Sacra Vox foi fundado…

More...
Violões da UFRJ

Violões da UFRJ

Institucional >> Conjunto Estáveis

Repertório dedicado ao violão brasieliro...

Formado em 2003 a partir…

More...
Selo Fonográfico UFRJ/Música

Selo Fonográfico UFRJ/Música

Institucional >> Publicações

Conheça a produção fonográfica da Escola de Música

A produção fonográfica da Escola de Música remonta à época do LP quando a Orquestra Sinfônica gravou a Abertura em…

More...
Orquestra Sinfônica da UFRJ (OSUFRJ)

Orquestra Sinfônica da UFRJ (OSUFRJ)

Institucional >> Conjunto Estáveis

Criada em 1924 é a mais antiga orquestra do Rio de Janeiro...

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit. Quisque dui orci, faucibus non, semper sed, pulvinar quis, purus. Class aptent…

More...
Os Concertos Virtuais UFRJ estão no ar

Os Concertos Virtuais UFRJ estão no ar

Notícias >> Arquivo

Lançamento dia 13 de dezembro da experiência piloto...

Foto: Marco Fernandes/CoordCOM…

More...
Trio UFRJ

Trio UFRJ

Institucional >> Conjunto Estáveis

Grande abrangência de repertório e atuação...

Reconhecendo afinidades de concepções musicais e técnicas,…

More...
Frontpage Slideshow | Copyright © 2006-2010 JoomlaWorks, a business unit of Nuevvo Webware Ltd.
Início Outras notícias... Coral infantil participa de cerimônia olímpica
Coral infantil participa de cerimônia olímpica PDF Imprimir E-mail
Escrito por Meri Toledo Fraga   
Sex, 29 de Julho de 2016 11:19

Dentre as centenas de coros existentes no Estado do Rio de Janeiro, o Coral Infantil da UFRJ foi o escolhido para, às 20 horas do dia 21 de agosto, interpretar o Hino Nacional na cerimônia de encerramento das Olímpiadas.

 

  Foto: Divulgação
  coralInfantil-600px
Para estar incluído no elenco de estrelas que fazem parte do maior evento esportivo do mundo, o Coral Infantil da UFRJ tem em seu histórico, outras atuações de abrangência internacional, tais como a recepção ao Papa João Paulo II, em 1997, a participação no bi-centenário da Independência da Argentina, em 2010, e a abertura da cerimônia dos para-atletas, na Copa do Mundo de Futebol, realizada no Brasil em 2014.

Em sua trajetória de sucesso, o Coral Infantil da UFRJ, atualmente formado por 45 crianças, com idades entre 7 e 15 anos, tem também o registro de ser uma referência para o Theatro Municipal do Rio de Janeiro, não só no que se refere à realização de óperas que exigem a participação de um coro infantil, como também na realização de concertos sinfônicos.

A participação em grandes eventos tem por marco o ano de 1994, com a Ópera Turandot, realizada na Apoteose do Sambódromo do Rio de Janeiro, cinco anos depois de Maria José Chevitarese ter criado o coral a convite de Diva Abalada, que à época ocupava o cargo de Diretora da Escola de Música da UFRJ.

Maria José Chevitarese, a regente deste coral e que a ele deu existência, quando ainda ocupava o cargo de docente no Departamento de Estruturas da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo e, lá, também regia o Coral da FAU-UFRJ, considera que o sucesso alcançado deve-se à seriedade com que é desenvolvido o processo de aprendizagem com as crianças e adolescentes que dele participam.

Desse e nesse processo de aprendizagem faz parte uma política de inclusão social e cultural que, de imediato, suprimiu o processo seletivo de ingresso ao coral, fazendo com que, além dos alunos matriculados nos diversos cursos de extensão da Escola, ao coral infantil da UFRJ passassem a ter acesso as crianças e jovens oriundos dos mais diferentes lugares.

Com essa medida, na prática a única exigência para participação no coral infantil da UFRJ passa pela disponibilidade de estar presente aos ensaios, às terças e quintas-feiras, no horário das 16 às 18 horas.

Em conseqüência a esta supressão, a implementação de uma prática pedagógica de respeito às diferenças individuais tornou-se obrigatória. Advinda de um saber que conduz à certeza de que toda criança pode cantar, desde que não portadora de um problema nas cordas vocais ou de um auditivo, essa prática pedagógica passou a ser desenvolvida junto àqueles que chegam ao coral com alguma dificuldade de reproduzir uma linha melódica ou com dificuldade de afinação, até que possam ser integrados ao coro.

A regente do coral, Maria José Chevitarese destacou durante a entrevista que nenhum dos procedimentos didáticos e pedagógicos, que envolvem o aprendizado dos participantes do coral, poderiam ser efetuados, se ela não pudesse contar com a equipe de trabalho formada pela pianista Claudia Feitosa e pela aluna do Curso de Composição da Escola de Música, Pamela Malaquias, que têm auxiliado no trabalho com coro.

Portanto, quando o Coral Infantil da UFRJ, com a regência de Maria José Chevitarese, se encontrar sob o brilho dos holofotes da imprensa mundial, por trás da imagem projetada, mesmo que não visível, nela encontram-se gravados 27 anos de trabalhos ininterruptos, consolidados, dia após dia, na busca pela qualidade do ensino aliada a um processo democrático e de respeito às diferenças.

 

Compartilhe este artigo:

Última atualização em Qua, 10 de Agosto de 2016 21:45
 
Banner
Produção artística Séries Temáticas Conjuntos estáveis Espaços culturais Biblioteca Museu Laboratórios Publicações e CDs EM na Imprensa Sites de Música Galeria de Imagens Registro Autoral

Powered by JoomlaGadgets

© 2010-2017 Escola de Música - UFRJ
Site desenvolvido pelo Setor de Comunicação da EM/UFRJ
TOPO