Brasil Ensemble - UFRJ

Brasil Ensemble - UFRJ

Institucional >> Conjunto Estáveis

Mais de uma década se apresentando em importantes salas de concertos...

Criado em outubro de 1999, o conjunto vocal Brasil…

More...
Coro Sinfônico da UFRJ

Coro Sinfônico da UFRJ

Institucional >> Conjunto Estáveis

Repertório dedicado às grandes obras corais sinfônicas de todos os tempos...

Coro Sinfônico da UFRJ é…

More...
Orquestra Juvenil

Orquestra Juvenil

Institucional >> Conjunto Estáveis

Em funcionamento desde 1995...

A Orquestra Juvenil da UFRJ foi criada pelo maestro André…

More...
Concertos UFRJ

Concertos UFRJ

Toda segunda, às 22h, temos encontro marcado na FM 94,1

More...
Trio UFRJ

Trio UFRJ

Institucional >> Conjunto Estáveis

Grande abrangência de repertório e atuação...

Reconhecendo afinidades de concepções musicais e técnicas,…

More...
Selo Fonográfico UFRJ/Música

Selo Fonográfico UFRJ/Música

Institucional >> Publicações

Conheça a produção fonográfica da Escola de Música

A produção fonográfica da Escola de Música remonta à época do LP quando a Orquestra Sinfônica gravou a Abertura em…

More...
Frontpage Slideshow | Copyright © 2006-2010 JoomlaWorks, a business unit of Nuevvo Webware Ltd.
Início Outras notícias... Professor da EM toma posse na ABM
Professor da EM toma posse na ABM PDF Imprimir E-mail
Escrito por Francisco Conte   
Seg, 07 de Março de 2016 12:44

O barítono e professor da Escola de Múisca (EM) Inacio De Nonno, 62 anos, toma posse no dia 6 de abril, na Academia Brasileira de Música (ABM). Ele foi eleito para a cadeira nº 7, sucedendo à musicóloga Mercedes Reis Pequeno, falecida em 2015. A solenidade está marcada para as 18h, na Sala de Eventos da ABM, que fica na sede da Academia Brasileira de Música à Rua da Lapa, 120/12º andar, Lapa, Rio de Janeiro/RJ. A recepção ao novo acadêmico será feita pelo acadêmico e presidente da ABM André Cardoso.

  Fotos: Divulgação
  denonno300x1916
   

 

Fundada em 14 de julho de 1945, por Heitor Villa-Lobos, nos moldes da Academia Francesa, a ABM é instituição cultural sem fins lucrativos composta de quarenta acadêmicos, personalidades de destaque no meio musical brasileiro nas áreas da composição musical, da interpretação, da musicologia e da educação musical. O compositor carioca, primeiro presidente da Academia, deixou, em testamento, metade de seus direitos autorais para serem aplicados pela instituição na difusão de sua obra, dos demais acadêmicos e da música brasileira em geral.

Dois anos depois da fundação, o Decreto Federal 23.160 de 06 de junho de 1947 considerou a Academia um órgão técnico-consultivo do governo federal.


De Nonno


Inacio De Nonno nasceu na cidade do Rio de Janeiro, em 5 de dezembro de 1954. Estudou com Santino Parpinelli (violino) e Leda Coelho de Freitas (Canto) na Escola de Música da UFRJ, aperfeiçoando-se, posteriormente, com Paulo Prochet e Franco Iglesias. Doutor em Música pela Universidade Estadual de Campinas/UNICAMP, onde concluiu a tese: "De Petrópolis a Pasárgada – o Cancioneiro de Guerra-Peixe – Contextualização, Processo Criativo e Interpretação", baseada na obra vocal do referido autor, é Mestre – suma cum laude pela UFRJ com a dissertação: "Nacionalismo, Enculturação e Estética: uma Leitura dos Ciclos Drummondiana e Sumidouro, de César Guerra-Peixe".

Professor nas classes de Canto da Escola de Música da UFRJ, onde também lecionou Dicção, ingressou na instituição por concurso público em 1993. É membro da Comissão da Biblioteca Alberto Nepomuceno, da Escola de Música da UFRJ e ardoroso defensor da recuperação, pesquisa e difusão dos manuscritos das obras raras dos autores brasileiros que fazem parte daquele acervo. Membro fundador da Associação Brasileira de Canto, recebeu o Prêmio Especial para a Canção Brasileira no XII Concurso Internacional de Canto do Rio de Janeiro

Do seu repertório constam mais de 30 primeiras audições mundiais de peças e óperas especificamente para ele escritas, incluindo compositores como Ricardo Tacuchian, Edino Krieger, Guerra-Peixe, Ronaldo Miranda, João Guilherme Ripper, Ernani Aguiar, Lindembergue Cardoso, Cirlei de Hollanda, Rodrigo Cichelli, Villani-Côrtes, Osvaldo Lacerda, Caio Senna, Eunice Katunda, Tim Rescala, Marisa Rezende entre muitos outros. Participante de Festivais Internacionais de Música, como professor, em Brasília, Juiz de Fora, João Pessoa, Recife, Campos, Petrópolis e Londrina, e no Baroque Music Eras of the Americas – EUA, Inacio De Nonno foi, por 10 anos, preparador musical do Projeto Ópera na UFRJ. Tem participação em 32 CDs gravados, todos dedicados ao repertório brasileiro, desde restaurações do material colonial pesquisado em Irmandades de Minas Gerais, até os compositores contemporâneos mais vanguardistas. O CD da ópera "Colombo",de Carlos Gomes, em que Inacio De Nonno interpreta o papel principal, ganhou o prêmio da APCA e o prêmio Sharp de 1998. "O Menino e a Liberdade", ópera de Ronaldo Miranda na qual atuou no papel de "Motorista", foi agraciada como o melhor espetáculo operístico do ano de 2013 pelo jornal Folha de São Paulo.

Foi, ainda, diretor artístico das séries musicais – "Serestas e Seresteiros" e "Canto do Mundo", no Centro Cultural Banco do Brasil – com duas edições anuais, uma dedicada ao repertório europeu e outra, às Américas.

Compartilhe este artigo:

Última atualização em Sex, 17 de Junho de 2016 08:41
 
Banner
Produção artística Séries Temáticas Conjuntos estáveis Espaços culturais Biblioteca Museu Laboratórios Publicações e CDs EM na Imprensa Sites de Música Galeria de Imagens Registro Autoral

Powered by JoomlaGadgets

© 2010-2017 Escola de Música - UFRJ
Site desenvolvido pelo Setor de Comunicação da EM/UFRJ
TOPO