Os Concertos Virtuais UFRJ estão no ar

Os Concertos Virtuais UFRJ estão no ar

Notícias >> Arquivo

Lançamento dia 13 de dezembro da experiência piloto...

Foto: Marco Fernandes/CoordCOM…

More...
Brasil Ensemble - UFRJ

Brasil Ensemble - UFRJ

Institucional >> Conjunto Estáveis

Mais de uma década se apresentando em importantes salas de concertos...

Criado em outubro de 1999, o conjunto vocal Brasil…

More...
Orquestra Juvenil

Orquestra Juvenil

Institucional >> Conjunto Estáveis

Em funcionamento desde 1995...

A Orquestra Juvenil da UFRJ foi criada pelo maestro André…

More...
Selo Fonográfico UFRJ/Música

Selo Fonográfico UFRJ/Música

Institucional >> Publicações

Conheça a produção fonográfica da Escola de Música

A produção fonográfica da Escola de Música remonta à época do LP quando a Orquestra Sinfônica gravou a Abertura em…

More...
Trio UFRJ

Trio UFRJ

Institucional >> Conjunto Estáveis

Grande abrangência de repertório e atuação...

Reconhecendo afinidades de concepções musicais e técnicas,…

More...
Coral Infantil da UFRJ

Coral Infantil da UFRJ

Institucional >> Conjunto Estáveis

Desde 1989, celeiro de grandes talentos...

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit. Quisque dui orci, faucibus non, semper sed, pulvinar quis, purus. Class aptent…

More...
Frontpage Slideshow | Copyright © 2006-2010 JoomlaWorks, a business unit of Nuevvo Webware Ltd.
Início Outras notícias... Jocy de Oliveira é atração de Projetos Compositores
Jocy de Oliveira é atração de Projetos Compositores PDF Imprimir E-mail
Escrito por Francisco Conte   
Qua, 20 de Agosto de 2014 16:57

O Projeto Compositores recebe dia 29 Jocy de Oliveira para uma palestra multimídia sobre o livro, recentemente lançado pela compositora, Diálogos com carta. Editado pela Coleção Memória e Sociedade do SESI-SP, a obra reúne cartas inéditas de Igor Stravinsky, Robert Craft, John Cage, Luciano Berio, Karlheinz Stockhausen, Iannis Xenakis, Eleazar de Carvalho, Claudio Santoro, Lukas Foss, Robert Craft e Olivier Messiaen, trocadas ao longo de décadas com a autora. Além das cartas em fac-símile, o livro reproduz ainda partituras manuscritas em primeiras versões e não editadas.

 

Com entrada franca o encontro está marcado para às 11h na Sala da Congregação da Escola de Música. O projeto é uma iniciativa do Departamento de Composição da Escola de Música da UFRJ que convida compositores nacionais e internacionais para palestras, masterclasses e concertos.

 

  Foto: Reprodução
  joycecomberia500
  Joyce de Oliveira com Luciano Berio.

Diálogos com carta reúne um conjunto de cento e doze cartas, recebidas ao longo de 40 anos. O raro material é inteiramente originário do acervo da autora, que introduz e comenta essas cartas oferecendo ao leitor um recorte único da sua vivência artística e pessoal com a obra e a vida desses compositores. O livro, com 444 páginas e preço sugerido de R$ 96,00, revela momentos históricos, musicais, pessoais, tocantes e humorísticos que acaba construindo um painel personalíssimo do cenário da música contemporânea entre os anos 1960 e 1980.

 

A autora, que foi solista em duas ocasiões sob a batuta de Stravinsky, recebeu, na qualidade de pianista e amiga, peças especialmente escritas por compositores como Berio, Cage, Xenakis e Santoro.


Ao longo da vida, Jocy de Oliveira, 78 anos, construiu vasto currículo. Pianista, recitalista, compositora é pioneira das artes multimídia no país, sendo autora de oito óperas, de obras para orquestra, câmara e meios eletroacústicos. Tem prêmios concedidos por fundações como Guggenheim e Rockefeller. Importante ressaltar que Jocy gravou para os selos Vox e Polygram dos EUA, como pianista, grande parte da obra de Messiaen – trabalho que hoje é distribuído pelo selo internacional NAXOS.


Dálogos com carta está sendo publicado em francês pela tradicional editora Honoré Champion, Paris e será lançado no Salão do livro em Paris em Março de 2015.


A autora

 

Pioneira no desenvolvimento de um trabalho multimídia no Brasil, envolvendo música, teatro, instalações, textos e vídeo. É a primeira entre os compositores nacionais a compor e dirigir suas óperas. Seu trabalho segue em direção à reformulação do sentido tradicional da ópera. Compôs, roteirizou e dirigiu suas 8 óperas, apresentadas em diferentes países. Membro da Academia Brasileira de Música, já recebeu vários prêmios como: Guggenheim Foundation (2005), Rockfeller Foundation (1983-2007), Bogliasco Foundation, CAPS, do New York Council on the Arts, Fundação Vitae, RioArte, entre outros.

  Foto: Reprodução
  joycecomistraviski500.jpg
   Joyce, ao piano, durante ensaio com Igor Stravinski.

 

Suas obras tem sido apresentadas frequentemente em teatros e festivais tais quais : Berliner Festspiele, Haus der Kulturen der Welt, Hebbel Theater em Berlim, StaadtsTheater Darmstadt, Dresdner Tage der Zeitgenössischen Musik, Expo 2000 Hannover, Ludwigshafen Opera Festival, Salzburg Festival – Aspekte, Hayden Planetarium, Carnegie Hall, Brooklyn Academy - em New York, New Music America, Miami Planetarium, Bellas Artes no Mexico, Teatro Avenida em Buenos Aires, Radio France em Paris, Gaudeamus e Gulbenkian Foundations, Bienais de Música Contemporânea no Rio de Janeiro, Theatro Municipal de São Paulo e do Rio de Janeiro, entre outros inúmeros festivais e rádios em diferentes países.

 

Em 2007 o Festival Internacional de Campos do Jordão-SP, homenageou seu trabalho, programando várias de suas obras (ópera, concerto de câmera, peça para soprano e orquestra de cordas). Em 2008, lançou um Box com 4 DVDs compilando suas 6 óperas, com distribuição internacional pela NAXOS. No mesmo ano, o Instituto Oi Futuro (RJ) promoveu uma retrospectiva de seu trabalho em forma de instalação, exposições, concertos e ópera, durante dois meses e foi visitada por cerca de 20 mil pessoas. Em 2010, seu espetáculo de música-teatro Revisitando Stravinsky estreou em São Paulo e no Theatro Municipal do Rio de Janeiro. Lançado no Brasil em DVD, 2011.

 

Foi solista sob a regência de Stravinsky e apresentou várias primeiras audições de compositores que a ela dedicaram obras, como: Xenakis, Berio, Santoro, Cage. Como pianista e compositora gravou 22 discos no Brasil, Inglaterra, EUA, Alemanha e no México; gravou a obra pianística de Olivier Messiaen nos EUA (Vox) , no Brasil (Philips) e atualmente NAXOS.

 

É autora de 5 livros publicados no Brasil, nos Estados Unidos e na Europa.

.

Compartilhe este artigo:

Última atualização em Qua, 20 de Agosto de 2014 17:08
 
Banner
Produção artística Séries Temáticas Conjuntos estáveis Espaços culturais Biblioteca Museu Laboratórios Publicações e CDs EM na Imprensa Sites de Música Galeria de Imagens Registro Autoral

Powered by JoomlaGadgets

© 2010-2017 Escola de Música - UFRJ
Site desenvolvido pelo Setor de Comunicação da EM/UFRJ
TOPO