Concertos UFRJ

Concertos UFRJ

Toda segunda, às 22h, temos encontro marcado na FM 94,1

More...
Orquestra Juvenil

Orquestra Juvenil

Institucional >> Conjunto Estáveis

Em funcionamento desde 1995...

A Orquestra Juvenil da UFRJ foi criada pelo maestro André…

More...
Os Concertos Virtuais UFRJ estão no ar

Os Concertos Virtuais UFRJ estão no ar

Notícias >> Arquivo

Lançamento dia 13 de dezembro da experiência piloto...

Foto: Marco Fernandes/CoordCOM…

More...
Brasil Ensemble - UFRJ

Brasil Ensemble - UFRJ

Institucional >> Conjunto Estáveis

Mais de uma década se apresentando em importantes salas de concertos...

Criado em outubro de 1999, o conjunto vocal Brasil…

More...
Conjunto Sacra Vox

Conjunto Sacra Vox

Institucional >> Conjunto Estáveis

Desde 1998 divulgando o repertório sacro de todos os tempos...

O conjunto vocal de câmara Sacra Vox foi fundado…

More...
Biblioteca Alberto Nepomuceno

Biblioteca Alberto Nepomuceno

Institucional >> Biblioteca

Capítulo importante da música no País

A história da Biblioteca Alberto Nepomuceno é, com certeza, capítulo importante da própria história da música no Brasil. Francisco Manuel da…

More...
Frontpage Slideshow | Copyright © 2006-2010 JoomlaWorks, a business unit of Nuevvo Webware Ltd.
Início Concertos UFRJ Temporada 2014 Especial Guerra-Peixe II, música de câmara
Especial Guerra-Peixe II, música de câmara PDF Imprimir E-mail
Escrito por SeTCOM   
Seg, 24 de Março de 2014 00:00

No segundo programa de uma série de três dedicada ao centenário de nascimento de César Guerra-Peixe, a edição desta semana de Concertos UFRJ passeia pela música de câmara do compositor, destacado representante de nosso nacionalismo musical. Embora não muito extensa, essa produção é, entretanto, bastante significativa.

 

O programa Concertos UFRJ é um parceria da UFRJ com a Rádio Roquette Pinto. Produzido e apresentado pelo maestro André Cardoso, vai ao ar toda segunda-feira, às 22h, na sintonia 94,1 FM.

 

 

 

podcast

Ouça aqui o programa: 

 
 
Toda segunda-feira, às 22h, tem "Concertos UFRJ" na Roquette Pinto FM. Sintonize 94,1 ou acompanhe pela internet!
Programas anteriores podem ser encontrados na seção Concertos UFRJ.
   

O "Trio para violino, violoncelo e piano" se destaca entre as peças escritas por Guerra-Peixe para formações de câmara tradicionais. Escrita em 1960, para um concurso de composição promovido pelo programa Música e Músicos do Brasil, da Rádio MEC, obteve o segundo lugar no certame. A primeira audição aconteceu no mesmo ano, em concerto no auditório do Ministério da Educação e Cultura, no Rio de Janeiro, executada pelo trio da emissora, formada na época por Anselmo Zlatopolski (violino), Iberê Gomes Grosso (violoncelo) e Alceu Bochino (piano). É a gravação que foi ao em Concertos UFRJ. São três movimentos: I. Allegro moderato; II. Andante; e III. Vivace.


O quarteto foi outra formação de câmara tradicional abordada por Guerra-Peixe. Do catálogo de suas obras constam dois, sendo que o autor recusou, nãos mais tarde, alguma incursões no gênero, que datam do início da década de 1940. O "Quarteto no 1" foi escrito em 1947 e adota uma abordagem dodecafônica. O segundo faz parte de sua fase nacionalista. Escrito em 1958, estreou no mesmo ano apresentado pelo Quarteto de Cordas Municipal de São Paulo. Em quatro movimentos (I. Allegretto con moto; II. Presto; III. Andante; e IV Allegro) adota, no primeiro movimento, a forma do cateretê paulista devidamente ampliada e elaborada no lugar do usual "allegro de sonata". A interpretação escolhida foi a do Quarteto de Brasília, integrado por Ludmila Vinecka e Cláudio Cohen, violinos; Glêsse Collet, viola e Antonio Guerra Vicente, violoncelo.


Já "Quatro Coisas", escrita em 1987 para harmônica de boca e piano, ocupa um lugar especial na produção de câmara do compositor para formações pouco usuais. A primeira audição aconteceu no XII Panorama da Música Brasileira Atual, executada por Rildo Hora (harmônica), a quem a obra é dedicada, e Misael Hora (piano). Posteriormente o Peixe transcreveu a peça para flauta, violino e piano, além de adaptá-la para instrumentos solistas e orquestra de cordas. A versão divulgada traz José Staneck na harmônica, Flávio Augusto ao piano e Antonio Del Claro no violoncelo. São quatro movimentos: I. Prelúdio; II. Movimentação; III. Interlúdio; e IV. Caboclo de Pena.


Ainda no âmbito dos instrumentos de sopro, outra peça que merece atenção é o "Trio no 2", para flauta, clarineta e fagote, que o Guerra-Peixe escreveu em 1951, mas que somente estreou em 1967, executado por membros do Quinteto Villa-Lobos. Os movimentos são I. Allegretto (Polca); II. Allegro vivace (Cabocolinhos); III. Moderato (Canção); e IV. Allegro (Frevo). A interpretação ouvida foi a do Vento Trio, grupo formado pela fagotista Janet Grice, o flautista Kevin Willois e a clarinetista Sarah Bednarcik. A gravação faz parte do CD "Brazilian Dances and Inventions", lançado no ano passado no mercado norte-americano, e que mereceu um programa especial (ouça aqui) de Concertos UFRJ.

 

***

 

As edições do programa Concertos UFRJ podem ser acompanhadas on line ou por meio do podcast (áudio sob demanda) da Roquette Pinto (FM 94,1). Contatos através do endereço eletrônico: Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. .

 

 

 

Compartilhe este artigo:

Última atualização em Qui, 10 de Abril de 2014 11:23
 
Banner
Produção artística Séries Temáticas Conjuntos estáveis Espaços culturais Biblioteca Museu Laboratórios Publicações e CDs EM na Imprensa Sites de Música Galeria de Imagens Registro Autoral

Powered by JoomlaGadgets

© 2010-2018 Escola de Música - UFRJ
Site desenvolvido pelo Setor de Comunicação da EM/UFRJ
TOPO