Conjunto Sacra Vox

Conjunto Sacra Vox

Institucional >> Conjunto Estáveis

Desde 1998 divulgando o repertório sacro de todos os tempos...

O conjunto vocal de câmara Sacra Vox foi fundado…

More...
Selo Fonográfico UFRJ/Música

Selo Fonográfico UFRJ/Música

Institucional >> Publicações

Conheça a produção fonográfica da Escola de Música

A produção fonográfica da Escola de Música remonta à época do LP quando a Orquestra Sinfônica gravou a Abertura em…

More...
Violões da UFRJ

Violões da UFRJ

Institucional >> Conjunto Estáveis

Repertório dedicado ao violão brasieliro...

Formado em 2003 a partir…

More...
Série Talentos UFRJ

Série Talentos UFRJ

Institucional >> Séries Temáticas

Divulgando a pluralidade da produção artística da Escola de Música

Foi criada em…

More...
Coral Infantil da UFRJ

Coral Infantil da UFRJ

Institucional >> Conjunto Estáveis

Desde 1989, celeiro de grandes talentos...

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit. Quisque dui orci, faucibus non, semper sed, pulvinar quis, purus. Class aptent…

More...
UFRJazz Ensemble

UFRJazz Ensemble

Institucional >> Conjunto Estáveis

Música instrumental brasileira, jazz contemporâneo e música de concerto...

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit. Quisque dui orci, faucibus non, semper sed, pulvinar quis, purus. Class aptent…

More...
Frontpage Slideshow | Copyright © 2006-2010 JoomlaWorks, a business unit of Nuevvo Webware Ltd.
Início Concertos UFRJ Temporada 2013 Ana Vidovic no III Festival Internacional de Violão da UFRJ
Ana Vidovic no III Festival Internacional de Violão da UFRJ PDF Imprimir E-mail
Escrito por SeTCOM   
Seg, 18 de Fevereiro de 2013 20:51

O violão, o mais brasileiro dos instrumentos, é tema novamente de Concertos UFRJ, programa radiofônico produzido pela Escola de Música (EM) em parceria com a rádio Roquette Pinto que vai ao ar toda segunda-feira, às 22h, na sintonia 94,1 FM, e conta com apresentação do maestro titular da OSUFRJ, o professor André Cardoso. Em destaque nesta semana o concerto oferecido pela croata Ana Vidovic, um dos maiores virtuoses do instrumento na atualidade, no encerramento da terceira edição do Festival Internacional de Violão da UFRJ.

 

Criado em 2010 para comemorar os 30 anos do curso de bacharelado no instrumento da UFRJ o festival proporciona aos alunos da instituição um contato com alguns dos maiores interpretes da atualidade, tanto através de concertos, como em master classes. Aceitaram, na ocasião, o convite músicos do peso de um Fábio Zanon, Gerad Abiton, Pablo Marques, Jorge Caballero e Ana Vidovic. Todos mereceram programas exclusivos em edições passadas de Concertos UFRJ.

podcast

Ouça aqui o programa: 

Toda segunda-feira, às 22h, tem "Concertos UFRJ" na Roquette Pinto FM. Sintonize 94,1 ou acompanhe pela internet!

Programas anteriores podem ser encontrados na seção Concertos UFRJ.

 

O sucesso da iniciativa animou a Escola a dar continuidade à experiência e a estabelecer uma periodicidade anual para o evento. A segunda edição, em 2011, contou com presença do compositor cubano Leo Brouwer, que pela primeira vez esteve no Rio de Janeiro, e com a dos violonistas Eduardo Fernandez, Shin-ichi Fukuda, Marcelo de la Puebla, Arturo Medina, Edelton Gloeden e o Duo Siqueira-Lima.

 

Em sua terceira edição, realizada entre 24 e 28 de outubro de 2012, o público carioca pode ouvir músicos como Jonathan Leathwood, Eduardo Isaac, Mário Ulloa e, pela segunda vez, Ana Vidovic que realizou o concerto de encerramento no dia 27 de outubro de 2012. Dividido em duas partes, ela executou obras de Joaquim Turina, Fernando Sor, Bach e William Walton. Na segunda, acompanha Orquestra Sinfônica da UFRJ (OSUFRJ), Vidovic interpretou o famoso Concerto de Aranjuez.

 

Ana Vidovic

 

Ana Vidovic nasceu em 1980, em Karlovac, cidade da região central da Croácia. Criança prodígio começou a se dedicar ao violão com cinco anos, inspirada por seu irmão. Aos 13 tornou-se a mais jovem aluna da prestigiosa Academia Nacional Musical em Zagreb, onde estudou com Istvan Romer. Mais tarde, teve Manuel Barrueco como professor no Conservatório de Peabody, em Baltimore, Estados Unidos, onde se formou em 2003.

 

Desde 1988, quando Ana Vidovic subiu ao palco pela primeira vez, foram mais de mil apresentações em cidades como Londres, Paris, Viena, Salzburgo, Roma, Budapeste, Pequim, Toquio, Seul, Kuala Lumpur, Jacarta, Varsóvia, Tel Aviv, Oslo, Toronto, São Francisco. No Brasil ela esteve pela primeira vez em 2008, em Terezina. Voltou dois anos depois para concertos nas cidades de Maringá, São Paulo e Rio de Janeiro.

 

Fotos: Ana Liao

Ana VidovicAna Vidovoc

Hoje Ana Vidovic é um dos mais destacados intérpretes do instrumento e ganhou um número impressionante de prêmios em concursos como o Albert Agostinho em Bath, Inglaterra; o Fernando Sor, em Roma, Itália; o Eurovisão de Jovens Artistas; o Printemps de la Guitare, na Bélgica;, o Young Concert Artists International Auditions, em Nova York; e o Concurso Francisco Tárrega, na Espanha.

 

Com seu talento excepcional Ana Vidovic, ainda muito jovem, gravou obras de Bach, Giuliani, Sor e Torrobaainda para a Croatia Records. Após conquistar o primeiro prêmio no Concurso Tárrega de 1998, assinou contrato de exclusividade com a gravadora Naxos. O selo lançou mundialmente um CD em que Vidovic interpreta obras de Bach, Ponce e Willian Walton, e, logo depois, outro de sua série que busca registrar as obras completas de Moreno Torroba.

 

Repertório da edição

 

Ana Vidoviv começou o recital executando a Sonata em ré menor op. 61 de Joaquim Turina, compositor espanhol nascido em Sevilha em 1882. Escrita em 1930 e dedicada ao grande violonista espanhol Andres Segovia, que a estreou em 1932 na Academia de Santa Cecília, em Roma, está dívida em três movimentos: Allegro, Andante e Allegro Vivo. A seguir, Vidovic executou a Introdução e Variações que Fernando Sor (1778-1839) compôs sobre um tema de Mozart, e o Prelúdio, Fuga e Allegro BWV 998, de J. S. Bach, mestre do barroco que não pode faltar em festivais dedicados ao violão. Encerrou a parte solo do concerto, uma das obras mais importantes do repertório violonístico do século XX, as Cinco Bagatelas de autoria de William Walton, escritas entre 1970 e 1971. Única peça do compositor inglês dedicada ao violão, foi criada a pedido de Juliam Bream, que a estreou em 1972. Os cinco movimentos são: Allegro assai, Lento sognando, Alla cubana, Lento e Presto con slancio.

 

O recital foi gravado ao vivo no Salão Leopoldo Miguez da Escola de Música da UFRJ e, em breve, será apresentada a segunda parte do espetáculo, na qual Vidovic interpreta, com a OSUFRJ, o Concerto de Aranjuez de Joaquim Rodrigo.

 

* * *

 

As edições de Concertos UFRJ podem ser acompanhadas on line ou por meio do podcast, audio sob demanda, da rádio Roquette Pinto. Contatos através do endereço eletrônico:  Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. .

 

Compartilhe este artigo:

Última atualização em Ter, 19 de Fevereiro de 2013 08:45
 
Banner
Produção artística Séries Temáticas Conjuntos estáveis Espaços culturais Biblioteca Museu Laboratórios Publicações e CDs EM na Imprensa Sites de Música Galeria de Imagens Registro Autoral

Powered by JoomlaGadgets

© 2010-2017 Escola de Música - UFRJ
Site desenvolvido pelo Setor de Comunicação da EM/UFRJ
TOPO