Coro Sinfônico da UFRJ

Coro Sinfônico da UFRJ

Institucional >> Conjunto Estáveis

Repertório dedicado às grandes obras corais sinfônicas de todos os tempos...

Coro Sinfônico da UFRJ é…

More...
Os Concertos Virtuais UFRJ estão no ar

Os Concertos Virtuais UFRJ estão no ar

Notícias >> Arquivo

Lançamento dia 13 de dezembro da experiência piloto...

Foto: Marco Fernandes/CoordCOM…

More...
Coral Infantil da UFRJ

Coral Infantil da UFRJ

Institucional >> Conjunto Estáveis

Desde 1989, celeiro de grandes talentos...

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit. Quisque dui orci, faucibus non, semper sed, pulvinar quis, purus. Class aptent…

More...
Orquestra de Sopros

Orquestra de Sopros

Institucional >> Conjunto Estáveis

Formada por alunos da disciplina Prática de Orquestra...

Class aptent taciti sociosqu ad litora torquent per conubia nostra, per inceptos himenaeos. Cras aliquam, ante quis convallis semper, nunc…

More...
Brasil Ensemble - UFRJ

Brasil Ensemble - UFRJ

Institucional >> Conjunto Estáveis

Mais de uma década se apresentando em importantes salas de concertos...

Criado em outubro de 1999, o conjunto vocal Brasil…

More...
Orquestra Juvenil

Orquestra Juvenil

Institucional >> Conjunto Estáveis

Em funcionamento desde 1995...

A Orquestra Juvenil da UFRJ foi criada pelo maestro André…

More...
Frontpage Slideshow | Copyright © 2006-2010 JoomlaWorks, a business unit of Nuevvo Webware Ltd.
Início Escola de Música na Imprensa Projeto que leva ópera para crianças envolve dezenas de profissionais da UFRJ
Projeto que leva ópera para crianças envolve dezenas de profissionais da UFRJ PDF Imprimir E-mail
Veículo: Jornal do Sintufrj   
Sáb, 29 de Setembro de 2012

Matéria publicada na página 4, com chamada de capa, da edição de 1º de outubro do Jornal do Sintufrj, órgão dos trabalhadores em educação da UFRJ, sobre o projeto “A escola vai à ópera” e outras iniciativas da Escola de Música.

 

Jornal999-18-3

JornalSintufrj999-18-1a

 

 

CULTURA

 

Projeto que leva ópera para crianças envolve dezenas de profissionais da UFRJ


Para comemorar o dia das crianças, será a vez da Ópera Cavalinho Azul

 

Só podia partir de um profissional de universidade pública a proposta de levar ópera as crianças brasileiras. E só podia partir desta instituição composta de pessoas comprometidas com uma produção de qualidade levar à sociedade aquilo que faz de melhor. Juntamos toda essa vontade e temos a materialização do projeto “A escola vai à ópera”, idealizado pela professora Maria José Chevitarese e realizado por inúmeros profissionais da UFRJ de várias unidades.

Em sua terceira edição este audacioso projeto acontecerá de 9 a 12 de outubro, na Escola de Música da UFRJ, com a apresentação da ópera O Cavalinho Azul, texto de Maria Clara Machado e música de Tim Rescala. Todos os que participam deste projeto vencedor – ganhou três edições do Programa de Extensão Universitária do MEC– têm grande satisfação em poder proporcionar ao público um espetáculo tão singular e rico culturalmente.

 

“Minha ideia foi a de levar este universo da ópera às crianças que são mais receptivas e abertas a novas experiências. Envolve muita gente e nos enche de orgulho”, declara Maria José Chevitarese. Segundo ela, para a realização do Cavalinho Azul, estão envolvidos 30 cantores, 40 instrumentistas, a equipe de produção do cenário, a equipe de produção do figurino, a equipe de iluminação, o pessoal da programação visual e o setor artístico. São os profissionais da Escola de Música, da Escola de Belas Artes, da Escola de Comunicação.

 

As apresentações, com duração de 60 minutos cada, serão na Escola de Música, no Salão Leopoldo Miguez. Serão duas récitas exclusivas para as escolas da rede pública – dias 9 e 10, às 14h30 – e duas abertas ao público – dia 9, às 18h30 e dia 12, às 16h. Em relação as apresentações para o público a produção da Escola de Música solicita que cheguem com uma hora de antecedência. O espetáculo é muito procurado e no ano passado as portas tiveram que ser fechadas para evitar tumulto. A direção geral é de Maria José Chevitarese, direção cênica de Cláudio Castro Filho, e participação do Coral Brasil Ensemble-UFRJ.

 

Legenda: Maria José Chevitarese, idealizadora do Projeto

 

BOX

 

Por trás do espetáculo


Um dos setores da Escola que dão suporte para tudo o que se faz é o Setor Artístico e Cultural. A equipe é formada pelo diretor artístico, professor João Vidal, e pelos técnicos-administrativos André Garcez, Francisca Marques, Paula Buscácio, Rafael Reigoto e Rosimaldo Martins, todos produtores culturais.

 

“Aqui o trabalho não pára. A Escola tem diversas atividades o ano inteiro e somos responsáveis por quase tudo. Cada um faz um pouco de tudo. Não há espaço para o tédio, muito pelo contrário”, declara o grupo. André Garcez, muito falante, é o mais antigo. Ele está na Música há seis anos e na UFRJ desde 1987. Francisca, sua contemporânea de Universidade, é a mais nova, com três anos no setor. Rafael veio na leva do concurso de 2010 e Paula no de 2011.

 

O Setor Artístico e Cultural responde pela administração das salas de concertos, manutenção dos instrumentos musicais e demais equipamentos, pela programação artística, pela produção dos eventos oficiais da Escola de Música, como a Série Talentos da UFRJ, incluindo a produção de programas, cartazese outros impressos, como também a divulgação. O Setor de Comunicação que tem os técnicos-administrativos Márcia Carnaval, Ana Liao, Mauro Albino, Francisco Conte e Maria Celina Machado trabalha intimamente ligado ao artístico.

 

No caso do projeto A Escola Vai a Ópera o setor artístico cuida da produção com as escolas e recebe as crianças nos dias dos espetáculos. Sobre o trabalho em conjunto com a comunicação, toda a arte do Cavalinho Azul, por exemplo, foi feita por Márcia Carnaval.

 

Legenda: Francisca, Rosimaldo, Rafael, André e Paula são do Setor Artístico.

 

BOX

 

Programação variada


A Escola de Música oferece uma programação variada com entrada franca. A intensa atividade artística desenvolvida pelos professores, alunos e técnicos-administrativos proporciona ao público uma temporada variada que inclui concertos sinfônicos e de câmara, vocais e instrumentos abrangendo os diversos períodos da história da música com ênfase no repertório dos compositores brasileiros.

 

Uma destas programações é a Série Talentos UFRJ que apresenta a produção de alunos, ex-alunos, funcionários e professores da Escola.

 

Os concertos são realizados na Sala da Congregação todas as quartas-feiras às 18h30. Os programas são escolhidos através de um processo de inscrição no qual o intérprete propõe a data do concerto, apresenta seu projeto artístico e currículo. O Festival de Violões, que está em sua terceira edição, mantém a tradição de manter grandes nomes para concertos e atividades pedagógicas.

 

Outubro


Dia 1- Segunda-feira – Orquestra de Sopros da UFRJ, 19h

Dia 3- Quarta-feira – Série Talentos UFRJ – Orquestra de Câmara Carioca, 18h30

Dia 10 - Quarta-feira – Série Talentos

UFRJ – Quinteto Lorenzo Fernandez, 18h30

Dia 17 - Quarta-feira – Coull Quartet, 19h

De 24 a 28 - III Festival de Violões da UFRJ

Compartilhe este artigo:

Última atualização em Seg, 01 de Outubro de 2012 08:19
 
Banner
Produção artística Séries Temáticas Conjuntos estáveis Espaços culturais Biblioteca Museu Laboratórios Publicações e CDs EM na Imprensa Sites de Música Galeria de Imagens Registro Autoral

Powered by JoomlaGadgets

© 2010-2017 Escola de Música - UFRJ
Site desenvolvido pelo Setor de Comunicação da EM/UFRJ
TOPO