Coro Sinfônico da UFRJ

Coro Sinfônico da UFRJ

Institucional >> Conjunto Estáveis

Repertório dedicado às grandes obras corais sinfônicas de todos os tempos...

Coro Sinfônico da UFRJ é…

More...
Violões da UFRJ

Violões da UFRJ

Institucional >> Conjunto Estáveis

Repertório dedicado ao violão brasieliro...

Formado em 2003 a partir…

More...
Brasil Ensemble - UFRJ

Brasil Ensemble - UFRJ

Institucional >> Conjunto Estáveis

Mais de uma década se apresentando em importantes salas de concertos...

Criado em outubro de 1999, o conjunto vocal Brasil…

More...
Série Talentos UFRJ

Série Talentos UFRJ

Institucional >> Séries Temáticas

Divulgando a pluralidade da produção artística da Escola de Música

Foi criada em…

More...
Conjunto Sacra Vox

Conjunto Sacra Vox

Institucional >> Conjunto Estáveis

Desde 1998 divulgando o repertório sacro de todos os tempos...

O conjunto vocal de câmara Sacra Vox foi fundado…

More...
Coral Infantil da UFRJ

Coral Infantil da UFRJ

Institucional >> Conjunto Estáveis

Desde 1989, celeiro de grandes talentos...

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit. Quisque dui orci, faucibus non, semper sed, pulvinar quis, purus. Class aptent…

More...
Frontpage Slideshow | Copyright © 2006-2010 JoomlaWorks, a business unit of Nuevvo Webware Ltd.
Início Concertos UFRJ Temporada 2012 Concertos UFRJ: “La cambiale di matrimonio”, de Rossini
Concertos UFRJ: “La cambiale di matrimonio”, de Rossini PDF Imprimir E-mail
No programa, uma das obras de juventude de Gioachino Rossini, compositor que ficará famoso por óperas memoráveis e que exploram de forma notável o elemento histriônico.
Escrito por SeTCOM   
Ter, 29 de Maio de 2012 01:19

Concertos UFRJ apresentam esta semana “La cambiale di matrimonio”, a primeira ópera escrita por Gioachino Rossini, que estreou em Veneza em 1810. A obra ficou relativamente esquecida até a bem pouco tempo, ofuscada por sua produção posterior, especialmente seu “Il barbiere di Siviglia”, que o tornou um dos compositores mais famosos do séc. XIX.

 

Gioachino Antonio Rossini nasceu em 29 de fevereiro de 1792, no seio de uma família de músicos em Pesaro, cidade na costa do mar Adriático, Itália. Seu pai, Giuseppe, era um trompista e inspetor de matadouros, e sua mãe, Anna Guidarini, cantora. Os pais de Rossini começaram cedo sua educação musical, e aos seis anos já tocava triângulo na banda do pai.

 

podcast

Ouça aqui o programa: 

Toda segunda-feira, às 22h, tem "Concertos UFRJ" na Roquette Pinto FM. Sintonize 94,1 ou acompanhe pela internet!

Programas anteriores podem ser encontrados na seção Concertos UFRJ.

A estreia, junto com as demais peças do tríptico, ocorreu no Metropolitan Opera House de Nova York, em 14 dezembro de 1918. Na ocasião, Luigi Montesanto foi Michele, Claudia Muzio encarnou Giorgetta, e Giulio Crimi deu vida a Luigi. Os demais papéis ficaram a cargo de Angelo Badà, Adamo Didur e Alice Gentle.

 

Aos quatorze, Rossini se inscreveu no liceu musical da cidade e apaixona-se pelas composições de Haydn e Mozart. Estudou violoncelo com Cavedagni, no Conservatório de Bolonha, e em 1807 foi admitido na classe de contraponto do padre Stanislao Mattei. Aprendeu a tocar violoncelo com facilidade, mas a pedante gravidade de Mattei serviu apenas para impulsionar o jovem compositor em direção a uma escola de composição mais liberal. Sua visão sobre recursos orquestrais não é geralmente atribuída às regras estritas que aprendeu com Mattei, mas aos conhecimentos adquiridos independentemente ao seguir as sinfonias e quartetos de Haydn e Mozart. Não por acaso, em Bolonha, ficou conhecido como "il Tedeschino" ("o alemãozinho") por conta de sua devoção ao mestre austríaco.

 

No início de sua carreira, escreveu várias óperas em um ato, como o caso da farsa “La cambiale di matrimonio”, “A letra promissória do matrimônio”, em português. O libreto é de Gaetano Rossi, e a estreia aconteceu no Teatro San Moisè de Veneza em 3 de novembro de 1810, graças a amigável interposição do Marquês Cavalli.

 

Entre 1810 e 1813, em Bolonha, Roma, Veneza e Milão, Rossini seguiu produzindo óperas de sucesso variável. Estas obras de juventude ficaram em segundo plano com o sucesso de seu Tancredi, 1813, e das criações que se seguiram. Felizmente, nos últimos a crítica tem chamado atenção para elas, o que vem possibilitando que voltem a ser encenadas com certa frequência.

 

Depois deste período de atividade feérica, que termina em 1829 com “Guilherme Tell”, Rossini escreveu apenas um “Stabat mater”, em 1832, e uma missa. Passou o resto da vida dedicado aos prazeres da mesa, famoso por frases espirituosas e maliciosas.

 

No geral, a música do compositor acompanha a época da Restauração, entre 1815 e 1830. Rossini conquistou triunfalmente uma sociedade frívola e deliberadamente apolítica e se converteu no “Napoleão da música”, como afirmou Stendhal, que cometeu o exagero de coloca-lo ao lado de Mozart.

 

Rossini morreu em sua casa de campo em Passy em 13 de novembro de 1868 e foi sepultado no cemitério Père Lachaise, em Paris, França. Em 1887, os seus restos mortais foram transferidos para a Basílica da Santa Cruz, em Florença, onde agora repousam.

 

A gravação de “La cambiale di matrimonio” conta nos papéis principais com Bruno Praticò, Alessandra Rossi, Maurizio Comencini, Bruno de Simone, Francesco Facini e Valerio Baiano. O maestro Marcello Viotti conduz a English Chamber Orchestra.


Concertos UFRJ resultam de um convênio da UFRJ com a rádio Roquette Pinto, indo ao ar toda segunda-feira, às 22h, na sintonia 94.1 FM. Apresentado por André Cardoso, regente titular da OSUFRJ, as edições podem ser acompanhadas on line ou por meio do podcast (áudio sob demanda) da Roquette Pinto (FM 94,1).

 

Contatos através do endereço eletrônico: Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. .

 

La cambiale di matrimonio

 

Gioachino Rossini

Gaetano Rossi, libreto


Lacambialedimatrimonio

Personagens

 

Tobías Mill, um comerciante inglês, baixo bufo
Fanny, filha de Tobías, soprano
Edward Milfort, pretendente de Fanny, tenor
Slook, um rico comerciante canadense, baixo bufo
Norton, empregado de Tobías, baixo
Clarina, donzela de Fanny, mezzosoprano
 

Ação

 

A ação se passa em Londres, no séc. XVIII.

 

Ato único

 

Slook é um rico comerciante canadense, que contrata Tobias Tobías Mill para que encontre uma esposa para ele. Juntamente com a carta na qual enviou o pedido, Slook anexou uma nota promissória na qual concorda em se casar com qualquer moça que lhe apresente o documento. Mill resolve então oferecer-lhe a mão de sua própria filha Fanny. A jovem, porém, tem outros planos. Está apaixonada pelo jovem e honesto Edward Milfort.

 

Subitamente, vindo do Canadá, Slook chega a Londres decidido a conhecer a noiva com quem vai se casar. Ele é um homem simples e ingênuo, mas sincero e de nobres sentimentos. Imediatamente fica encantado com Fanny, mas este sentimento logo se transforma em grande preocupação, quando ela e Edward ameaçam arrancar-lhes os olhos e embarcá-lo de volta.

 

Horrorizado Slook tenta escapar do acordo, mas Mill insiste em mantê-lo e acaba desafiando o cliente para um duelo. Depois que Fanny e Edward admitem amor recíproco, o generoso canadense encontra uma solução. Endossa a promissória para Edward, transferindo assim, legalmente, o contrato de casamento para o jovem. Além disso, como continuará solteiro, Slook faz de Fanny e Edward seus herdeiros universais.

 

Em vista disso, as objeções de Mill desaparecem. Os jovens poderão se casar e a ópera termina em alegria geral.

Compartilhe este artigo:

Última atualização em Ter, 29 de Maio de 2012 10:27
 
Banner
Produção artística Séries Temáticas Conjuntos estáveis Espaços culturais Biblioteca Museu Laboratórios Publicações e CDs EM na Imprensa Sites de Música Galeria de Imagens Registro Autoral

Powered by JoomlaGadgets

© 2010-2017 Escola de Música - UFRJ
Site desenvolvido pelo Setor de Comunicação da EM/UFRJ
TOPO