Galeria de Imagens

Galeria de Imagens

Fotos e imagens dos eventos da Escola de Música...

More...
Brasil Ensemble - UFRJ

Brasil Ensemble - UFRJ

Institucional >> Conjunto Estáveis

Mais de uma década se apresentando em importantes salas de concertos...

Criado em outubro de 1999, o conjunto vocal Brasil…

More...
Orquestra de Sopros

Orquestra de Sopros

Institucional >> Conjunto Estáveis

Formada por alunos da disciplina Prática de Orquestra...

Class aptent taciti sociosqu ad litora torquent per conubia nostra, per inceptos himenaeos. Cras aliquam, ante quis convallis semper, nunc…

More...
UFRJazz Ensemble

UFRJazz Ensemble

Institucional >> Conjunto Estáveis

Música instrumental brasileira, jazz contemporâneo e música de concerto...

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit. Quisque dui orci, faucibus non, semper sed, pulvinar quis, purus. Class aptent…

More...
Biblioteca Alberto Nepomuceno

Biblioteca Alberto Nepomuceno

Institucional >> Biblioteca

Capítulo importante da música no País

A história da Biblioteca Alberto Nepomuceno é, com certeza, capítulo importante da própria história da música no Brasil. Francisco Manuel da…

More...
Orquestra Juvenil

Orquestra Juvenil

Institucional >> Conjunto Estáveis

Em funcionamento desde 1995...

A Orquestra Juvenil da UFRJ foi criada pelo maestro André…

More...
Frontpage Slideshow | Copyright © 2006-2010 JoomlaWorks, a business unit of Nuevvo Webware Ltd.
Início Escola de Música na Imprensa Formação superior em música alavanca carreira
Formação superior em música alavanca carreira PDF Imprimir E-mail
Veículo: O Fluminense   
Dom, 08 de Abril de 2012

Matéria publicada na edição de 08/04/2012 de O Fluminense, jornal da cidade de Niterói, RJ, sobre a formação do músico que ouve o professor André Cardoso, diretor da Escola de Música.

 ofluminernse-2012-04-08

Formação superior em música alavanca carreira

Na hora da contratação, escolas optam por professores gabaritados.

 

LUANA SOUZA

 

A Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), é a escola de música mais antiga do Pís, com 164 anos de existência e por consequência, referência nacional pela qualidade no ensino e pioneira na implementação de vários cursos da área. O maior número de habilitações está concentrado na área de instrumentos, reunindo as habilitações em piano, cravo, órgão  violino, viola, contrabaixo, harpa, percussão, flauta, oboé, clarineta, trompete, trombone, tuba e outros.

 

O aluno pode optar pela formação de licenciatura, bacharel, instrumento e canto e ainda regência e composição, nos quais os tempos de cursos podem variar entre quatro e cinco anos. O bacharelado em música, por exemplo, apresenta 25 habilitações em quatro diferentes áreas: instrumento, canto, composição e regência tendo o bandolim e o cavaquinho como a mais recente das habilitações e única no país. Os estágios são obrigatórios e podem ou não ser remunerados por valores simbólicos de bolsa-auxílio.

 

O musicista pode concursar para atuar em orquestras e bandas militares, no caso de bacharel, além de concertos de música clássica e erudita, como as voltadas para o jazz, choro, MPB e piano. Se o profissional se especializar em licenciatura, pode trabalhar como professor profissão que está em alta desde a aprovação da lei que obriga as escolas a lecionarem a música entre as demais disciplinas.

 

De acordo com o diretor da universidade [Escola de Música], André Cardoso, bacharel em regência da UFRJ e mestre e doutor em musicologia da UniRio, o candidato ao curso deve ser versátil, podendo se especializar em várias carreiras dentro da música como a criação de jingles, trilhas sonoras e na escritura de orquestras, que são atividades lucrativas.

 

Ele adianta também que o processo seletivo é bastante disputado, principalmente para as habilitações de piano, violão, saxofone, canto e licenciatura, que acontece através do vestibular com uma média de 150 ingressos por semestre.

 

O processo é rigoroso e requer que o aluno já tenha algumas das habilidades. “O aluno não entra na faculdade para aprender o inicial, ele precisa ter uma bagagem musical, Do contrário, seria o mesmo que permitir a entrada de um analfabeto ao curso de letras. Ao passar da primeira etapa, o candidato precisa ser aprovado diante de uma banca examinadora nos testes de instrumento, teoria musical e percepção musical (ditado e solfejo), que comprovem o seu preparo nas habilidades específicas”, disse o diretor.

 

A universidade possui uma média de 900 alunos matriculados nos cursos de graduação, pós-graduação e nos cursos básicos intermediários, mas de acordo com o diretor, é bastante comum que os alunos transitem entre os cursos e habilitações, aproveitando a formação mais completa para a garantia de empregos em diferentes áreas.

Compartilhe este artigo:

 
Banner
Produção artística Séries Temáticas Conjuntos estáveis Espaços culturais Biblioteca Museu Laboratórios Publicações e CDs EM na Imprensa Sites de Música Galeria de Imagens Registro Autoral

Powered by JoomlaGadgets

© 2010-2017 Escola de Música - UFRJ
Site desenvolvido pelo Setor de Comunicação da EM/UFRJ
TOPO