170 ANOS FORMANDO MÚSICOS DE EXCELÊNCIA

foto
Nome Marcelo Verzoni
Vinculo Adjunto
Situação Ativo
Departamento Instrumentos de Teclado e Percussão
Área Piano
Currículo Lattes 4242574500620980
Biografia

Nascido em Porto Alegre, o pianista Marcelo Verzoni estudou piano com Lucila Maineri Conceição e Norma Appel Bojunga (Porto Alegre), Gilberto Tinetti (São Paulo) e Arnaldo Estrella (Rio de Janeiro). Em 1979, após cursar Letras Clássicas na USP, transferiu-se para a Alemanha, ingressando na Escola Superior de Música da Universidade de Colônia. Concluída a graduação na Classe de Mestres de Aloys Kontarsky, especializou-se em Acompanhamento de Lied com Wilhelm Hecker e em Música de Câmara com Norbert Brainin e Siegmund Nissel (membros do Quarteto Amadeus), Sua versatilidade, comprovada através do vasto repertório que tem abordado tanto em apresentações públicas como em estúdios de gravação, tem sido ressaltada constantemente. Suas apresentações na Alemanha geraram um sem-número de críticas positivas. O Diário de Colônia, por exemplo, ressaltou sua interpretação da Sonata op. 1, de Alban Berg: ?Verzoni apresentou uma versão madura, encontrando um convincente meio-termo entre exposição analítica, riqueza sonora e expressividade impulsiva, pilares a partir dos quais a obra emerge como unidade orgânica.? Para o Diário de Notícias de Kiel, ?Marcelo Verzoni é um músico endemoniado. Dotado de patas leoninas incrivelmente fortes e de uma segurança da mais alta precisão, é um virtuose deslumbrante.? Segundo o Jornal de Nurembergue, ?ao som das primeiras notas já é possível identificar não apenas substância sonora, mas também maturidade. Trata-se de um pianista muito diferente: altamente cultivado e possuidor de uma técnica esplendorosa, o que lhe permite tomar andamentos vertiginosos e conseguir mantê-los sem qualquer esforço. Além disso, revela muito bom gosto e uma espontânea amabilidade.? O artista tem-se notabilizado como incansável divulgador da produção de compositores brasileiros. Gravou dois CDs para o selo alemão Koch-Schwann, distribuídos em toda a Europa, nos Estados Unidos e no Japão. Essas gravações foram comentadas pelas principais revistas especializadas da Europa. A publicação londrina Gramophone, por exemplo, referiu-se ao pianista brasileiro como ?intérprete sensível?, ressaltando a delicadeza do seu toque. Segundo a CD Review, também de Londres, ?Marcelo Verzoni demonstra notável maturidade. Sua interpretação de Ernesto Nazareth é simplesmente perfeita.? Para a revista francesa Repertoire, a arte de Verzoni é ?transcendente?. No Brasil, gravou O Piano Carioca e Piano Clássico em Mangueira. Nos últimos anos, tem-se apresentado repetidas vezes na Europa, nos Estados Unidos e em salas como o Teatro Colón, de Buenos Aires. Em 1997, sua atuação como solista da obra Choros 11, de Heitor Villa-Lobos (Teatro Municipal do Rio de Janeiro), fez com que seu nome fosse incluído na lista dos ?melhores do ano?, elaborada pelos críticos do jornal O Globo. Em 1998, depois de recitais na Hungria e na Alemanha, representou o Brasil no Festival Internacional de Kuhmo (Finlândia). Paralelamente à carreira artística, vem-se destacando também na área acadêmica. Suas teses de mestrado e doutorado ? Ernesto Nazareth e o tango brasileiro e Os primórdios do choro no Rio de Janeiro ? têm despertado interesse nos meios culturais brasileiros e também no exterior. De 2003 a 2008 foi Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Música da UFRJ. Em novembro de 2008, juntamente com o violoncelista Hugo Pilger, apresentou-se na Alemanha (Festival de Unna) e na Hungria (Academia Franz Liszt) em recitais inteiramente dedicados à música brasileira. Em dezembro de 2010 apresentou-se no SESC Pinheiros, de São Paulo, com um recital de piano solo inteiramente dedicado a Robert Schumann, e em Vitória, como solista da Orquestra Filarmônica do Espírito Santo, sob a regência do maestro Helder Trefzger, onde executou o Concerto op. 58, em sol maior, de Ludwig van Beethoven. Neste momento está preparando uma edição das obras completas para piano solo de Leopoldo Miguèz e Francisco Braga.

Para atualizações e correções entre em contato com o Setor de Comunicação (comunicacao@musica.ufrj.br).

Correspondência

Escola de Música da UFRJ
Edifício Ventura Corporate Towers
Av. República do Chile, 330
21o andar, Torre Leste
Centro - Rio de Janeiro, RJ
CEP: 20.031-170

+55 21 2532-4649
gabinete@musica.ufrj.br

Redes sociais